Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Alpina B4 Gran Coupé chega para ofuscar o primeiro BMW M elétrico de todos

Recém-comprada pela BMW, preparadora alemã cria, com o Alpina B4, uma versão de quatro portas do M4 que jamais foi feita

Por Eduardo Passos 30 mar 2022, 20h36

Recém-adquirida pela BMW, a Alpina segue trabalhando pesado para manter recordes de venda. Para tanto, a preparadora esportiva lançou o novo Alpina B4, uma versão ainda mais esportiva do M440i Gran Coupé que esbanja potência e customização e equivale ao M4 de quatro portas jamais feito.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Ainda que o motor seja o mesmo 3.0 de seis cilindros, foram realizadas mudanças para que esse atinja 502 cv (115 cv a mais que o M440i, que utiliza a versão menos envenenada do motor B58). O Alpina B4 também ganha 3,1 kgfm de torque, totalizando 74,4 kgfm.

2022 BMW ALPINA B4 Gran Coupe G26
Motor do Alpina B4 o coloca parelho ao M4, sempre feito em duas portas Divulgação/Alpina

Quase um motor extra

Esses incrementos foram possíveis graças à reprogramação do software que gerencia a unidade e por alterações mecânicas. Essas incluem novas carcaças para o par de turbinas — com desenho otimizado para aplicar pressão em baixas velocidades — e uma nova admissão, além de sistema de arrefecimento bem mais robusto.

2022 BMW ALPINA B4 Gran Coupe G26
Escapes quádruplos são marca registrada da Alpina Divulgação/Alpina

Para chegar aos 301 km/h, indo de 0 a 100 km/h em 3,7 s, o cupê de quatro portas ganhou câmbio automático de oito marchas, feito sob medida pela ZF. O sistema xDrive segue distribuindo torque entre as quatro rodas, mas o conversor está mais robusto e há preferência por movimentar o eixo traseiro.

Câmbio exclusivo favorece oferta de torque e potência em ampla faixa de rotações
Câmbio exclusivo favorece oferta de torque e potência em ampla faixa de rotações Divulgação/Alpina

Unindo forma e função, o quarteto de escapamento que é marca registrada da Alpina também serviu para otimizar a emissão de poluentes, ao mesmo tempo que contribuiu para um consumo combinado de 10 km/l, em ciclo WLTP.

Continua após a publicidade

Suspensão de corrida

Ao contrário dos seis cilindros, o conjunto de suspensão do B4 traz várias partes inéditas, como buchas e coxins que favorecem a economia de peso e batentes que melhoram a rigidez torcional do carro. 

2022 BMW ALPINA B4 Gran Coupe G26
Controle eletrônico do amortecedor favorece conforto e esportividade na hora certa para cada um Divulgação/Alpina

Para apimentar a brincadeira, o eixo dianteiro tem cambagem negativa, e a nova geometria de suspensão é feita sob medida para agradar quem busca ser desafiado pelo esportivo, que fica mais dócil dependendo do modo de condução selecionado.

As rodas de aro 20 pesam 12 kg cada e têm desenho clássico da preparadora, sendo calçadas por pneus feitos sob medida pela Pirelli. Os freios chegam 15,6’’ de diâmetro e podem ser perfurados e feitos de material compósito, como em modelos de competição.

2022 BMW ALPINA B4 Gran Coupe G26
De tão êxito, Alpina virará parte do Grupo BMW em breve Divulgação/Alpina

Toque de estilo

Com tanta atenção à performance, o Alpina B4 acaba por ser mais discreto em novidades estéticas, que se baseiam no imponente estilo do Série 4. 

Na frente, há apenas um frontlip que favorece a aerodinâmica e identifica o upgrade esportivo. Além das rodas e dos quatro escapes, também é possível notar a inscrição da marca na tampa do porta-malas.

2022 BMW ALPINA B4 Gran Coupe G26
Cabine do B4 não difere muito da original Divulgação/BMW

Por dentro, emblemas da Alpina contam o número de série do carro e relembram sua exclusividade. O luxo também ditou o estofamento dos bancos, que na versão mais cara chegam em couro Lavalina. Curtido naturalmente, o Lavalina, segundo a marca, é reconhecido por sua maciez e regulação de temperatura.

2022 BMW ALPINA B4 Gran Coupe G26
Emblemas ajudam a lembrar que esse não é um BMW qualquer Divulgação/Alpina

Já à venda, o Alpina B4 sai por, no mínimo, 91.800 euros, e as entregas do cupê de quatro portas começarão em julho deste ano.

Também neste ano, chegará ao mercado brasileiro o BMW i4, elétrico. Em sua versão mais potente, i4 M50, o Gran Coupé atingirá 544 cv somando seus dois motores. Mesmo com a vantagem da eletrificação, porém, o primeiro M elétrico irá de 0 a 100 km/h em 3,9 s, com máxima de 225 km/h limitada eletronicamente.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês