Clique e assine por apenas 8,90/mês

Isso é fake news: Bolsonaro quer acabar com o IPVA

Notícia sobre o fim do imposto ainda circula nas redes sociais e ganhou força com campanha presidencial. Ideia seria implementar modelo de taxação americano

Por Da Redação - Atualizado em 24 ago 2018, 18h36 - Publicado em 24 ago 2018, 17h19
Imagem com proposta falsa corre pelas redes sociais Reprodução/Facebook

Notícias falsas sobre o fim da cobrança do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, o IPVA, acompanham o candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSC-RJ) há algum tempo – pelo menos desde o fim de 2017.

Ou seja, as fake news sobre o fim do IPVA proposto por Bolsonaro já têm quase um ano. E ainda têm força em grupos de WhatsApp e sites pseudo-políticos.

Se antes falava-se que o candidato, quando no cargo de deputado federal, havia proposto uma lei para acabar com o imposto, agora a falsa notícia é anunciada como promessa de campanha em páginas que simpatizam com o candidato.

Desta vez, fala-se ainda em adotar o modelo de imposto para veículos adotado nos Estados Unidos.

Continua após a publicidade

De acordo com a imagem que circula no mundo virtual, carros novos e usados só pagariam impostos quando forem registrados em nome de um novo proprietário, não anualmente.

Na Califórnia, a taxa de registro de um carro novo pode passar de 10% do seu valor Reprodução/Internet

Essa regra não funciona nos Estados Unidos inteiro, onde cada estado adota sua própria taxação, que ainda pode variar de acordo com a cidade ou condado onde o veículo está registrado.

Em New Hampshire e no Oregon não há taxas para veículos, enquanto no Alasca existem apenas taxas municipais.

Mas em estados como Flórida e Connecticut cobra-se impostos anualmente e em boa parte do país há taxa anual de licenciamento.

Continua após a publicidade

Além disso, o imposto cobrado no ato de transferência do veículo pode chegar a 8% de seu valor.

Na Califórnia, onde a taxa é de 7,25% e ainda há impostos para a polícia rodoviária, taxas de poluição e até para a coleta de impressões digitais, registrar um carro novo de 10.000 dólares custa 1.038 dólares, pouco mais de R$ 4.200 ao câmbio atual.

De qualquer forma, seja lá qual for o modelo americano, as notícias sobre a proposta sobre a eliminação do IPVA são falsas.

Publicidade