Clique e assine por apenas 8,90/mês

Adeus, DSG: novo Volkswagen Jetta terá câmbio de oito marchas

Sedã será apresentado em janeiro no Salão de Detroit e chega ao Brasil ainda em 2018

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 9 jan 2018, 16h40 - Publicado em 14 dez 2017, 16h57
volkswagen Jetta 2018
Sedã tem plataforma nova e segue nova tendência de estilo da Volks Divulgação/Volkswagen

A nova geração do Volkswagen Jetta está pronta. O sedã será apresentado oficialmente no Salão de Detroit, em meados de janeiro, e deverá desembarcar no Brasil em meados de janeiro.

Mas o segredo começou a acabar. A Volks adiantou o visual do seu novo sedã médio em desenhos – e eles confirmam flagra publicado em agosto.

volkswagen Jetta 2018
Lanternas traseiras avançam ainda mais para a lateral Divulgação/Volkswagen

O que chama atenção é que o Jetta terá design diferenciado entre os demais sedãs da Volkswagen. Em vez da grade acompanhar o tamanho dos faróis, ela é mais alta. No para-choque, tomadas de ar e nichos dos faróis de neblina remetem ao novo Polo

Já o forte vinco lateral, que começa nos para-lamas dianteiros a acaba nas lanternas, também remete aos novos Polo e Tiguan. Ele termina nas lanternas traseiras, que avançam ainda mais sobre a tampa do porta-malas.

Continua após a publicidade

Esta nova geração do Jetta também está consideravelmente maior para se distanciar do Virtus – o compacto recém-apresentado tem praticamente as mesmas dimensões do Jetta atual. Seu entre-eixos, por exemplo, poderá passar dos 2,70 m (o atual tem 2,65 m).

Por trás disso está a plataforma MQB A1, mesma versão da plataforma modular usada por Golf e Tiguan, em substituição a antiga PQ35. Por ser mais rígida, a plataforma MQB pode tornar a suspensão mais competente e refinada e tende a elevar a segurança do Jetta.

Continua após a publicidade

Também há mudanças no conjunto mecânico. O motor 1.4 TSI não sai de cena, mas será atualizado e sua potência passará dos atuais 150 cv. Além disso, o câmbio automático de seis marchas dará lugar a um novo, de oito, também fabricado pela Aisin. 

volkswagen Jetta 2018
Vinco lateral bem marcado também é visto em Polo e Virtus Divulgação/Volkswagen
De perfil, o novo Jetta lembra bastante o também mexicano Ford Fusion Reprodução/Internet

Este mesmo câmbio estará presente nas versões mais caras, que recebem outra versão do motor 2.0 TSI. Ou seja: adeus DSG. 

O motor será o mesmo dos novos Tiguan e Audi A4, chamado de Ultra. Ele rende 190 cv e robustos 30,5 mkgf entre 1.600 e 3.940 rpm. O atual 2.0 rende 211 cv, porém 28,6 mkgf a 2.000 rpm. Ou seja, o novo motor tem mais torque e sua plenitude se estende por uma faixa de rotação maior.

Já dá para prever a Volkswagen chamando o Virtus de mini Jetta. O desenho do interior divulgado pela fabricante guarda boas semelhanças com a dupla Polo/Virtus.

Continua após a publicidade

O console central é voltado para o motorista e há o quadro de instrumentos digital Active Info Display. E o volante não muda: é o mesmo visto em quase todos os Volkswagen atuais.

volkswagen Jetta 2018
Nova geração do Jetta terá quadro de instrumentos digital Divulgação/Volkswagen

O que já foi definido pela Volkswagen é que esta nova geração do Jetta virá do México, sem chances de ser montada no Brasil. A geração atual chegou a ser montada no Brasil entre julho de 2015 e o final de 2016, quando o sedã voltou a ser importado do México.

Publicidade