Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Próxima geração do Chevrolet Bolt deverá ter pneus sem ar da Michelin

Enquanto a fabricante de pneus "dedurou" possíveis planos da GM, a montadora se prepara para voltar a produzir a atual geração do modelo

Por João Vitor Ferreira Atualizado em 21 fev 2022, 17h25 - Publicado em 21 fev 2022, 17h09

A General Motors não confirma, mas parece que outra empresa vazou a informação que uma possível nova geração do Chevrolet Bolt esteja a caminho. Em entrevista à CNN Business, o porta-voz da montadora, Dan Flores, falou muito sobre a atual situação do EV, mas não revelou detalhes sobre o futuro do modelo.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Entretanto, o CEO da Michelin da América do Norte, Alexis Garcin, disse ao mesmo canal que pretende lançar a inovadora tecnologia de pneus sem ar em um Bolt de segunda geração. “Queremos trazer a próxima geração do Chevrolet Bolt com pneus sem ar e isso acontecerá agora nos próximos três a cinco anos”, disse o executivo.

A UPTIS, como foi batizada a tecnologia dos novos pneus, já vem sendo testada desde 2019 nos primeiros Bolt. Porém, uma demonstração de outubro do ano passado, onde o pneu foi testado por dois youtubers, o veículo utilizado foi um Mini elétrico.

Os pneus dispensam a borracha e câmara de ar, substituídos por hastes de borracha que se assemelham às esteiras de tanques de guerra. Segundo a Michelin, o UPTIS é mais ecológico, já que é feito de materiais renováveis ou de origem biológica e não fura, evitando o descarte prematuro de 200 milhões de pneus anualmente. Sua produção também será mais simples, podendo ser em uma impressora 3D.

Bolt ev com penus sem ar
Michelin/Divulgação

A verdade é que a introdução de uma nova geração do Bolt pode não estar longe. Segundo relatado pelo site americano Carscoops, funcionários da GM disseram que a empresa está trabalhando em um futuro modelo elétrico que custará por volta de U$ 30.000 (R$ 153.000 em conversão direta). Ou seja, a mesma faixa de preço do modelo atual. 

Continua após a publicidade

Uma nova geração também pode ser a melhor forma de reconquistar a confiança do consumidor. Desde que foi lançado, diversas unidades do Bolt pegaram fogo por conta de um defeito na fabricação de suas baterias. A falha obrigou a GM a fazer diversos recalls, atingindo todos os modelos fabricados entre 2017 e 2020. Estima-se que mais de 140.000 veículos foram recolhidos no mundo todo, incluindo 235 unidades brasileiras.

Bolt ev com pneus sem ar da michelin
Michelin/Divulgação

Como vai o Bolt?

Tanto o hatch, quanto o SUV (chamado de bolt EUV), tiveram sua produção paralisada em 15 de novembro de 2021. Desde então, a GM, junto com a LG Chem, empresa responsável pelo fornecimento das baterias, estão trabalhando para substituir os módulos de bateria defeituosos por novos.

Compartilhe essa matéria via:

A fornecedora coreana concordou em reembolsar a montadora em cerca de U$ 1,9 bilhões (R$ 9,5 bilhões), associados aos custos do recall.

A novidade é que a produção já tem data para recomeçar: 4 de abril. “Como resultado desse progresso e da capacidade de nosso fornecedor de fornecer mais módulos, nos sentimos confiantes de que podemos equilibrar as substituições com a nova produção de varejo.”, explicou Dan Flores.

Chevrolet Bolt 2022
Para diminuir os riscos de incêndio, a GM recomendou aos donos de Bolt que estacionassem seus veículos ao ar livre e não deixassem a bateria carregar acima dos 90% Divulgação/Chevrolet

Além das duas versões do Bolt, a fábrica Orion’s Assembly, no Michigan, também será a casa das novas picapes elétricas da GM, a Chevrolet Silverado EV e a GMC Sierra EV. Em teoria, isso coloca em dúvida o futuro do Bolt por lá, o que vai contra as informações da Michelin.

No Brasil, a estreia da versão reestilizada do modelo estava programada para setembro, mas precisou ser adiada. Na época em que foi anunciado o recall, a GM disse que todas as unidades 2022 serão importadas já com os módulos em conformidade. Logo, é possível que a marca retome os planos de lançamento do elétrico em breve.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês