Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Nova GMC Sierra 1500 tem até condução autônoma para peitar Ram

As versões Denali Ultimate e AT4X chegam trazendo mais luxo e capacidade off-road para a picape da General Motors

Por João Vitor Ferreira 22 out 2021, 20h21
GMC Sierra Denali ultimate e AT4X
Novas versões AT4X (vermelha) e Denali Ultimate (preta) Divulgação/GMC

A GMC Sierra 1500 chega para melhorar, exatamente, naquilo que deixou a desejar na geração anterior. O acabamento interno era bem inferior ao das rivais Ford F-150 e Ram 1500, apresentando poucos materiais refinados e uma grande quantidade de plástico duro.

Assine Quatro Rodas por apenas R$ 12,90

Para virar o jogo, a GM decidiu acrescentar duas novas versões à família, que são “evoluções” das duas antigas topo de linha. A Denali Ultimate é a que oferece mais opções de luxo e conforto, enquanto a AT4X é a que tem mais força e capacidade off-road.

Porém toda a linha, que agora conta com oito versões (Pro WT, SLE, Elevation, SLT, AT4, Denali, AT4X, Denali Ultimate), recebeu melhorias na cabine, enquanto o visual se manteve praticamente inalterado. Entre as novidades, destacam-se a nova central multimídia de 13,4’’, que substitui a antiga de 8’’ e quadro de instrumentos digital de 12,3’’, disponíveis a partir da versão SLE. Junta-se à elas o monitor de alertas de 15’’ polegadas, totalizando mais de 40’’ de telas digitais para auxiliar o motorista.

2022 GMC Sierra Denali Ultimate
Para se diferenciar das demais variantes, a grade da Denali Ultimate recebe exclusiva pintura em preto cromado com o logo escurecido Divulgação/GMC

O sistema multimídia é integrado com o Google, ou seja, ele já vem com os principais serviços de fábrica, como o Google Maps e Google Assistant. A conexão com o seu smartphone pode ser feita usando o Apple CarPlay ou o Android Auto.

Do lado de fora, os faróis mostram uma breve animação toda vez que o motorista se aproxima, se afasta ou então liga o veículo. Um pequeno detalhe que ajuda a dar mais personalidade à Sierra.

2022 GMC Sierra Denali Ultimate traseira
Todas versões tem como padrão alerta de colisão dianteira, frenagem de emergência automática, frenagem autônoma com detecção de pedestre, alerta de mudança de faixa com alerta de ponto cego, indicador de distância de seguimento e faróis altos automáticos IntelliBeam. Divulgação/GMC

Denali Ultimate

A nova e mais cara integrante da família chegou com cabine bem refinada. O couro full grain aparece nos bancos e como acabamento para o painel de instrumentos, tampa do console e dos pilares A e B. O teto tem revestimento chamado “microcamurça premium”.

bancos dianteiros GMC Sierra Denali Ultimate
O Super Cruise é padrão na versão Denali Ultimate e pode ser comprado como opcional na Denali padrão Divulgação/GMC

O mapa topográfico do Monte Denali é feito a laser e estampa os assentos traseiros e dianteiros, a madeira Paldao do painel e os emblemas de ventilação do para-choque externo.

Os bancos têm, ainda, 16 ajustes, além de aquecedor e massageador. Assim como a Denali Ultimate, outras versões vêm com ajuste eletrônico para os bancos, enquanto as demais são equipadas com um controlador padrão.

Mapa Denali Ultimate
Essas ranhuras, na verdade, reproduzem o mapa topográfico do monte Denali, que dá nome à versão Divulgação/GMC

Na parte tecnológica, o Sierra Denali Ultimate recebe três anos de assinatura do sistema de navegação autônoma Super Cruise, adaptado para o reboque.

Além de fornecer navegação autônoma por 320.000 km de estradas dos EUA e Canadá, o sistema também reconhece se o motorista está rebocando alguma coisa. A partir daí, o Super Cruise passa a levar em consideração o arrasto adicional e o maior tempo de frenagem. O sistema é capaz de detectar e avisar o motorista quando o peso máximo que a picape suporta é ultrapassado.

Continua após a publicidade

Painel Denali Ultimate
A versão mais luxuosa também vem equipada com sistema de som Bose com 12 alto-falantes com tecnologia Center Point surround Divulgação/GMC

Essa versão vem equipada com um motor V8 6.2 de 425 cv e 63,6 kgfm e transmissão automática de 10 velocidades. A tração é integral com caixa de transferência de duas velocidades controlada eletronicamente.

Sierra AT4X

Já na versão voltada para o off-road, as principais mudanças são encontradas na mecânica. O motor e transmissão são os mesmos da Denali Ultimate, mas os amortecedores ajustáveis, com molas que aumentam o curso máximo da suspensão dianteira em 50 mm e traseira em 25 mm, comparados à versão AT4.

2022 GMC Sierra AT4X frontal
A versão AT4X tem bloqueio de diferencial na traseira e dianteira, enquanto a versão AT4 padrão tem apenas na traseira Divulgação/GMC

Já a caixa de transferência tem modos para diferentes terrenos. Destaque para o Terrain Mode, que permite andar em trechos pedregosos utilizando apenas um pedal. O AT4X também vem com bloqueio de diferencial e-lock dianteiro e traseiro, chassi off-road, calibrações de suspensão específicas e rodas pretas de 18’ com pneus LT265 / 70R18 Goodyear Wrangler DuraTrac Mud-Terrain.

2022 GMC Sierra AT4X traseira
A versão mais aventureira também pode ser boa para o trabalho. Sua capacidade de reboque é de quase 4037 kg e sua carga útil chega aos 642 kg. Divulgação/GMC

Por dentro, o AT4X repete o acabamento em couro, mas dessa vez preto, o forro de microcamursa e a madeira decorando o painel. O sistema de som Bose com 12 auto-falantes, os massageadores nos bancos dianteiros aparecem nessa versão também. 

2022 GMC Sierra AT4X bancos dianteiros
O interior da AT4X usa, praticamente, os mesmos materiais de acabamento da versão Denali Ultimate, mas sem os detalhes especiais Divulgação/GMC

Assim como a versão luxuosa, a AT4X recebe uma grade exclusiva e vidros traseiros deslizantes e elétricos.

Outras opções de motor

Além do V8 das variantes mais caras, outro motor desse tipo também está disponível. Essa opção é menos potente, tendo 5.3 litros e gerando aproximadamente 360 cv e 53 kgfm.

A nova Sierra 1500 também terá versões com dois motores turbos distintos. O primeiro é o 2.7 turbodiesel da geração anterior, que passou por uma atualização. Seu torque agora chega em 58 kgfm, o que configura um aumento de 20%, e a potência se manteve nos 314 cv.

Display adicioonal da GMC Sierra
Monitor de alertas é projetado logo acima do painel de instrumentos Divulgação/GMC

A última opção também foi atualizada. O I-6 turbodiesel 3.0 recebeu melhorias para aumentar sua capacidade de reboque para 5.987 kg, o que levou a uma atualização no chassi. A potência é de 280 cv e o torque chega aos 63,6 kgfm.

As versões AT4X e Denali Ultimate chegam ao mercado custando U$74.950 (R$ 422.971) e U$ 80.395 (R$ 456.473), respectivamente. Já as outras variantes tem preços entre os U$ 32.495 (R$ 183.271), da versão Pro WT, e U$ 61.295 (R$ 345.703) da Denali padrão. A nova Sierra 1500 começará a ser vendida no primeiro trimestre do ano que vem

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas

 

Continua após a publicidade

Publicidade