Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

De grade que se conserta ao poder de vidência: 10 peculiaridades do BMW iX

Maior elétrico da BMW mostra que muitas tecnologias avançadas já fazem parte do presente e já está preparado para o futuro

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 23 fev 2022, 10h20 - Publicado em 23 fev 2022, 00h52

Os BMW Série 7 e X7 já foram referência em luxuoso e tecnologia dentro da fabricante alemã. Mas o BMW iX mostra como até mesmo o que é considerado luxuoso e tecnológico mudou – e muito.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

As primeiras unidades do BMW iX começarão a ser entregues aos primeiros compradores brasileiros em abril. São carros do primeiro lote, com 30 unidades, que esgotaram em menos de 12h. Mas já pudemos ter um primeiro contato, ainda que estático, com este que é o maior carro elétrico da BMW no momento. Aqui vão suas principais particularidades.

Maior autonomia do Brasil

A demanda pelo BMW iX é um problema no mundo inteiro. A BMW do Brasil tenta conseguir aumentar sua cota de importação neste ano para até 400 unidades de três versões. Hoje, estão disponíveis duas delas: iX xDrive40 tem 326 cv e 64,2 kgfm e parte dos R$ 654.950 e o  iX xDrive50 tem 523cv e 78 kgfm, mas cobra R$ 799.950 para chegar aos 100 km/h em 4,6 s (contra 6,1 s so xDrive40).

Por sinal, o BMW iX 50 detém, pelo menos por enquanto, a maior autonomia de um carro elétrico vendido no Brasil: 630 km. 

BMW IX Tecnologia
Conjunto de baterias do BMW iX xDrive40 e um galão com seu fluido de arrefecimento Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Mas a BMW já confirmou a chegada do iX M60, com 619 cv e pico de 112 kgfm, capaz de chegar aos 100 km/h em 3 segundos. Não surpreenderá ninguém se seu preço chegar a R$ 1 milhão.

A própria estrutura do BMW iX facilita essa escalabilidade, pois foi concebido em uma arquitetura (física e eletrônica) própria para veículos elétricos e com o que a BMW tem de mais moderno. Isso diz respeito tanto aos motores assíncronos, cada um ocupando um eixo e com o traseiro sempre mais potente que o dianteiro, quanto às baterias modulares.

BMW IX Tecnologia
Bateria é alojada em um compartimento sob o assoalho Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

A bateria do BMW iX fica alojada sob o carro em um compartimento praticamente hermético e estruturado em alumínio. É o número de módulos e o número de células dentro deles o que dita a capacidade da bateria. A bateria da foto é do iX 40, com 10 módulos de 18 células prismáticas, chegando a  76,6 kWh de capacidade. O iX 50 tem cinco módulos de 50 células, chegando a 111,5 kWh.

Estrutura reciclada

Nada da opulência de apliques cromados, rodas com desenhos complexos, longo entre-eixos ou o uso de madeira de lei na cabine. O novo elétrico topo de linha da BMW dá um sentido a tudo que usa em sua carroceria e seu acabamento, e promete evoluir sua eletrônica com o passar do tempo em vez de tender à obsolescência, como os carros com telefone a bordo vendidos décadas atrás.

BMW IX Tecnologia
Console usa madeira de reflorestamento Divulgação/BMW

A propósito, a carroceria usa painéis de plástico (pelo menos 60 kg por carro), além de alumínio (50% reciclado), aço e partes semi estruturais de fibra de carbono. No acabamento, painel, portas e bancos (que mais parecem poltronas) são revestidos de couro natural, mas com tratamento natural, com extrato de oliveira, em vez de usar químicos. A madeira usada no console central, por sua vez, é de reflorestamento.

A tal grade que “se conserta”

BMW IX Tecnologia
Grade é revestida por uma resina que se recupera de arranhões e marcas Divulgação/BMW

A grade enorme tem justificativa: ela esconde (e protege) radares e sensores (ao todo, são cinco sensores de radar e 12 sensores ultrassônicos no carro) usados pelos sistemas autônomos e também antenas, como a de internet (o iX usa 4G hoje, mas já está preparado para o 5G). Além de ter filamentos para eliminar gotículas ou neve, essa grade consegue se regenerar.

O princípio é simples: há uma resina na superfície capaz de se recompor com vento e um calor acima de 30°C. Na demonstração feita pela BMW, arranhões provocados por uma ferramenta desapareceram rapidamente com o vento quente de um soprador térmico. Mas a ideia é se livrar do efeito de pedriscos nas estradas.

View this post on Instagram

A post shared by Quatro Rodas (@quatro_rodas)

Continua após a publicidade

Capô pra quê?

O capô do BMW iX só pode ser aberto por técnicos da BMW. Não há um compartimento extra ali, apenas sistemas elétricos do veículo. No máximo, o que dá para fazer é completar a água do lavador do para-brisas: fica por trás do logotipo da BMW, é só apertar para levantar a portinhola.

Teto opaco

Nada de cortina retrátil para impedir a entrada de luz pelo teto panorâmico. Além de tratamento para barrar raios UV, o vidro do teto do iX é do chamado Smart Glass, que torna o teto opaco rapidamente com ao toque de um botão. Isso acontece, pois há uma fina camada de cristal líquido no vidro, que reage quando uma corrente elétrica passa por ele. Essa tecnologia ainda permite, porém, que alguma luz passe pelo vidro.

Sala de estar ou de cinema?

Destacamos em nossas primeiras impressões ao dirigir o iX na Europa o quanto que seus bancos parecem poltronas. Não é só pelo fato de o acabamento de couro o envolver todo, mas por serem altos, largos e sem grandes apoios laterais.

BMW IX Tecnologia
Painel é todo revestido de couro Divulgação/BMW

O console com botões táteis encravados na madeira é praticamente uma mesa de centro e o painel, um rack com duas telas curvas montadas quase que sob pedestais e integradas na mesma moldura. A tela de 14,9 polegadas da seção central é pequena demais para uma sala de estar, mas o sistema de som é melhor que o de muitas salas de cinema de última geração.

Compartilhe essa matéria via:

Assinado pela Bowers & Wilkins, o sistema de som tem três dezenas de alto-falantes escondidos do chão ao teto da cabine, como é praxe em carros de luxo. No BMW iX, porém, os bancos também fazem parte da festa: os assentos dianteiros e os laterais traseiros têm sub-woofers dentro da estrutura do assento e um par de falantes dentro do encosto de cabeça, enquanto os dianteiros têm outro par na altura da lombar.

alto falantes do bmw ix
Diagrama mostra onde estão os 30 alto falantes do BMW iX Divulgação/BMW

A intenção é fazer com que todo mundo, literalmente, vibre com a música e tenha uma sensação imersiva. A experiência é, realmente, bem diferente.

Inteligência artificial

Não há tantos botões no BMW iX e isso é proposital. Quase tudo é feito pelas telas, mas a BMW já pensa em um futuro também sem telas. O caminho para isso é a inteligência artificial, que começa a tomar novas formas agora.

BMW IX Tecnologia (14)
Mal se vê as saídas de ar-condicionado no meio do painel Divulgação/BMW

O SUV elétrico é capaz de se adaptar ao uso cotidiano do proprietário e aprender, por exemplo, a abrir o vidro automaticamente ao se aproximar de uma cancela de estacionamento ou pedágio, ou de interpretar pelo uso e pelo mapa do navegador GPS onde pode aplicar o sistema de regeneração de energia com mais intensidade.

Mas enquanto os botões sumiram do painel, transformaram as maçanetas em botões. Por fora, ficam alojados na parte superior de nichos nas portas. Por dentro, estão nos próprios puxadores das portas.

Atualizações contínuas

A propósito, o navegador GPS hoje combina os indicadores de rota com a imagem da câmera frontal do iX. Mas a BMW já trabalha para exibir essa mesma realidade aumentada no para-brisas, por meio do head-up display, tal como nos Volkswagen ID. Esse é apenas um exemplo de como essa plataforma pode evoluir com o tempo por meio de atualizações via internet.

BMW IX Tecnologia
Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

A internet também ajuda a interface da BMW a processar os comandos de voz do carro e melhorar a interação com os usuários com o passar do tempo. Também permite coletar dados para futuras atualizações que deixarão o veículo ainda mais autônomo no trânsito.

Hoje, além de piloto automático adaptativo e assistente de permanência em faixa, ele tem sistema de estacionamento totalmente automático. O motorista não precisa comandar acelerador e freio.

Ele sabe onde você está

Apesar de toda a tecnologia, o BMW iX não tem aquela chave chamativa, grande e com tela colorida de outros BMW. Isso porque a tendência é que o proprietário abandone a chave e use apenas seu celular. Isso já é possível em outros BMW por meio do NFC, aproximando o celular da maçaneta. Mas o iX dispensa esse movimento.

Por meio da tecnologia UWB (de Ultra Wide Band), o smartphone ou smartwatch transmite um sinal criptografado e baseado, também, na distância em que o proprietário está do carro. Então o carro começa a acender os faróis e abrir os retrovisores conforme a pessoa vai se aproximando e só destranca o carro quando está realmente perto do carro.

Esse tipo de sinal permite que o carro triangule o sinal e saiba a localização e distância exata que o proprietário está, pelo menos em um raio de 3 m de distância.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês