Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

BYD Dolphin Mini: como é carro elétrico de R$ 100.000 que chega em 2024

Carro elétrico mais barato da BYD tem lançamento no Brasil previsto para fevereiro e tem até versão Turbo

Por Henrique Rodriguez Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 30 dez 2023, 17h15 - Publicado em 30 dez 2023, 17h14

Embalada pelo sucesso do Dolphin, carro elétrico mais vendido do Brasil em 2023, e pelo recente lançamento do Dolphin Plus, com 204 cv, a BYD decidiu aumentar sua família de golfinhos elétricos. Seu carro elétrico mais barato, o Seagull, será lançado no Brasil até março como Dolphin Mini, nome específico para mercados latino-americanos.

O BYD Dolphin Mini tem tudo para se tornar o carro elétrico mais barato do Brasil, estreando no Brasil com preços inicial ao redor dos R$ 100.000. Na China, seus preços variam entre R$ 49.700 e R$ 60.500, na conversão direta.

Mesmo se custar o dobro no Brasil, ainda será o elétrico mais barato com boa vantagem frente aos R$ 119.990 do Caoa Chery iCar.

O BYD Seagull EV foi lançado na China em abril e se tornou um sucesso imediato por ser interessante e barato. Já chegou a ultrapassar o Tesla Model Y, se tornando o carro elétrico mais vendido no mercado chinês.

Continua após a publicidade
BYD Dolphin Mini
(Divulgação/BYD)

O lançamento do Dolphin Mini no Brasil está previsto para fevereiro, chegando nas concessionárias brasileiras até março. A volta do imposto de importação para carros elétricos e híbridos pode não alterar a estratégia de preços agressiva da fabricante chinesa.

Por que o Dolphin Mini é tão barato?

byd_seagull_BRASIL-ELÉTRICO-MAIS-BARATO
(Divulgação/BYD)

O segredo para ser barato? A bateria do BYD Dolphin Mini pode ser feita de íons de sódio, uma alternativa mais barata que o lítio usado pela maioria das fabricantes de baterias. A tecnologia é resultado do investimento de marcas chinesas para tornar os carros elétricos mais acessíveis a uma parcela maior da população.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

As baterias de íons de sódio começaram a ser testadas no ano passado e estrearam com o lançamento do Seagull, em abril. Segundo a imprensa chinesa, a BYD deve equipar todos os seus carros abaixo de 200.000 yuans (cerca de R$ 150.000) com esse tipo de tecnologia.

byd_seagull_BRASIL-ELÉTRICO-MAIS-BARATO
(Divulgação/BYD)

O primeiro conceito, no entanto, partiu da parceria entre JAC e Volkswagen, que desenvolvem juntos veículos elétricos. A bateria de sódio suporta taxas de carregamento mais altas, vida útil mais longa, melhor desempenho em temperaturas baixas, além do menor custo de produção.

Continua após a publicidade

Como é o BYD Dolphin Mini

byd_seagull_BRASIL-ELÉTRICO-MAIS-BARATO
(Divulgação/BYD)

Menor carro da BYD, o Dolphin Mini tem  3,78 metros de comprimento, 1,71 m de largura, 1,54 m de altura e 2,5 m de entre-eixos. É 10 cm maior que um Renault Kwid e 20 cm menor que um Citroën C3, mas seu entre-eixos é de um Fiat Argo, o que ajuda no espaço interno.

byd_seagull_BRASIL-ELÉTRICO-MAIS-BARATO
(Divulgação/BYD)

Há duas configurações mecânicas. A primeira combina o motor elétrico de 75 cv a um conjunto de baterias de 30 kWh e tem autonomia de 305 km.

Continua após a publicidade

A segunda é chamada de Turbo na China, tem 102 cv e baterias de 38,8 kWh, chegando a uma autonomia de 405 km. A velocidade máxima do compacto é de 130 km/h.

byd_seagull_BRASIL-ELÉTRICO-MAIS-BARATO
(Divulgação/BYD)

O painel com saídas de ar-condicionado redondas, porta-objetos central e tela de 10,8″ (giratória) para a central multimídia tem exatamente o mesmo estilo visto no BYD Dolphin

A lista de equipamentos da versão de entrada contempla apenas airbags frontais e laterais (não há airbags de cortina), controle de estabilidade e até assistente de estacionamento.

byd_seagull_BRASIL-ELÉTRICO-MAIS-BARATO
(Divulgação/BYD)

A versão topo de linha ainda tem piloto automático adaptativo, carregamento por indução para smartphone, cartão NFC como chave, frenagem de emergência, reconhecimento de sinais de trânsito e alerta de saída de faixa – equipamentos que só o Dolphin Plus tem no Brasil.

Seu lançamento no Brasil foi confirmado para 2024 pela vice-presidente global da montadora, Stella Li, durante o anúncio das três fábricas de elétricos da BYD em Camaçari, na Bahia. A própria fabricante já trata seu “elétrico popular” como Dolphin Mini, confirmando a mudança do nome.

Continua após a publicidade
byd_seagull_BRASIL-ELÉTRICO-MAIS-BARATO
(Divulgação/BYD)

Agora, também existe a expectativa que o Dolphin Mini seja fabricado no Brasil junto com de outros modelos já confirmados, como Dolphin, Song Plus e Yuan Plus.

Fotos do BYD Dolphin Mini

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.