Clique e assine por apenas 8,90/mês

Transferidores de líquido

Testamos três produtos que livram sua boca do risco de beber gasolina

Por Fernando Garcia - Atualizado em 9 nov 2016, 14h07 - Publicado em 22 out 2014, 11h19
especialista

Quando alguém fica sem gasolina, o jeito é ir até um posto de combustível e comprar uma sacola ou galão plástico com combustível. O grande problema, no entanto, é colocar o conteúdo no tanque: ou você vai derramar boa parte na lataria ou vai beber gasolina se usar uma mangueira para fazer a transferência do líquido via sucção.

Para resolver os dois problemas, empresas desenvolveram sifões ou transferidores de líquido que fazem o serviço sem que você suje as mãos, ou melhor, a boca. Entre as três marcas mais vendidas, escolhemos as da Western, da Brasil Importador e da Magiflux. As duas primeiras funcionam da mesma maneira, com uma bombinha semelhante àquela de medir pressão sanguínea. Já na terceira você coloca a válvula dentro do recipiente que tem o combustível e realiza vários movimentos rápidos de sobe e desce, para fazer o líquido correr pela mangueira.

Quem nos auxiliou no teste foi o especialista Giácomo Biondo, que há mais de 25 anos comanda o centro automotivo Alpha Car Service. “Gostei mais do transferidor da Magiflux. A mangueira é feita de material mais resistente quando comparado aos outros dois e, por isso, não dobra com facilidade, permitindo maior vazão de líquidos”, explica o especialista. “É muito importante também lavar esses transferidores logo após o uso, com água e sabão neutro e nada mais.”

O ESPECIALISTA

Continua após a publicidade

Giácomo Biondo, 55 anos, mecânico, com mais de 25 anos de experiência em oficina, é dono da Alpha Car Service, que atende de populares a carrões.

O USUÁRIO

Samuel Coutinho, 47 anos, supervisor de transportes, é
responsável por acompanhar a manutenção da frota da empresa onde trabalha.

AVALIAÇÃO
Magiflux ESPECIALISTA USUÁRIO(A)

A escolha do ESPECIALISTA

R$ 38,90

Continua após a publicidade
NOTA: 8 NOTA: 9
http://www.magiflux.com.br “Tem bom comprimento (160 cm) e funciona pelo movimento de sobe e desce da mangueira. Mas numa ponta há uma válvula que não passa pelo bocal de alguns recipientes, impedindo a transferência para o tanque.” Pró: material resistente Contra: válvula grande demais para alguns reservatórios “Foi o que cumpriu melhor sua função de passar o líquido do galão para o tanque. A mangueira é mais resistente, mas não entra em reservatórios com a boca pequena, como a de uma garrafa PET, por exemplo.”
Brasil Importador ESPECIALISTA USUÁRIO(A)

R$ 21

NOTA: 5 NOTA: 5,5
brasilimportador.com “A mangueira sanfonada é muito curta (52 cm) e a bomba de sucção, de apertar, tem uma válvula para interromper o fluxo que na hora do teste não funcionou corretamente.” Pró: nenhum Contra: mangueira muito curta “Não gostei devido à qualidade do plástico da mangueira, muito frágil e maleável. Acredito que com o tempo ela pode trincar. A bomba que faz a sucção tem uma válvula que não funcionou bem no teste.”
Western ESPECIALISTA USUÁRIO(A)

R$ 9,90

NOTA: 4 NOTA: 4,5
western.etilux.com.br “A mangueira (170 cm) é muito fina e dobra com facilidade, por isso o fluxo se interrompeu o tempo todo. A bomba de sucção de apertar não é prática, o que fez a transferência do combustível demorar mais.” Pró: tamanho da mangueira Contra: muito fina, a mangueira dobra com facilidade “Não funcionou como deveria. A bombinha que faz a sucção não é prática e a mangueira plástica é muito fina, dobrando com facilidade e aumentando o tempo para transferir o líquido.”
Publicidade