Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Por que carros híbridos têm rodas com desenho mais ‘fechado’?

Desenho e tamanho das rodas e calotas não são puramente estéticos e também influenciam no consumo do veículo

Por Leonardo Barboza Atualizado em 18 fev 2022, 10h22 - Publicado em 18 fev 2022, 10h21
Por que os veículos híbridos ou elétricos geralmente utilizam rodas de liga leve com o seu desenho mais fechado?

Rodrigo Reinert, Curitiba (PR)

Quem responde é o engenheiro Ricardo Takahira, da SAE Brasil: “Ligas leves nem tanto, mas com certeza pneus mais estreitos e silenciosos, pois a rumorosidade nesses veículos é muito mais percebida pelo baixo ou nenhum ruído, senão aquele gerado pela própria rodagem do pneu.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Além da característica de alto torque e resposta rápida dos motores elétricos. Como o uso do freio é também menor por causa da frenagem regenerativa, não há necessidade de grandes aberturas e ventilação de disco e pastilhas ou lona do tambor de freio, podendo as rodas e calotas serem mais fechadas com outros resultados estéticos”.

O Toyota Prius, por exemplo, era vendido no Brasil com rodas de liga leve cobertas por uma calota, cuja função primária é aerodinâmica.

Continua após a publicidade

As calotas do Prius são posicionadas sobre os aros de liga-leve
As calotas do Prius são posicionadas sobre os aros de liga-leve Christian Castanho/Quatro Rodas

Elas são projetadas para reduzir a turbulência provocada pelas rodas com o veículo em movimento, ajudando a melhorar a eficiência aerodinâmica do Prius e, com isso, reduzir o consumo de combustível.

Refrigeração x visual

Para desenvolver rodas de automóveis é preciso resolver uma equação complexa. O conjunto precisa ser leve, permitir a boa ventilação do freio, aguentar os impactos do solo e, ainda por cima, ser bonita.

Aros muito fechados, como as icônicas Orbital do Volkswagen Gol GTS, não teriam espaço em veículos modernos de alta performance, sobretudo os que possuem freios enormes — caso da maioria dos SUVs superesportivos.

Por outro lado, as rodas enormes tão desejadas pelo time de design e marketing das fabricantes provocam longos debates com a equipe de engenharia. O problema é que aros grandes, além de caros, também são mais pesados e exigem pneus de perfil menor.

Isso afeta diretamente a dinâmica do carro, e pode prejudicar o conforto do veículo. Por esse motivo, por exemplo, a GM limitou por muito tempo a 15 polegadas o tamanho da roda de Onix, Cobalt e Spin.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Edição 754
Edição 754 Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês