Clique e assine por apenas 8,90/mês

Como funciona a aerodinâmica ativa do Lambo Huracán Performante

Vídeo explica como os apêndices aerodinâmicos mudam o comportamento do superesportivo italiano

Por Henrique Rodriguez - 11 Maio 2017, 18h06
Reprodução/Youtube

Lamborghini Huracán Performante é um dos poucos carros da marca que não se destacam pelo motor. Seu V10 5.2 aspirado entrega 640 cv e torque de 61,2 mkgf – números formidáveis, mas apenas 31 cv e 4 mkgf a mais que o convencional.

É a aerodinâmica ativa que o coloca à frente de todos os outros Lamborghini já produzidos e o transforma em um devorador de pistas – segundo a Lambo, ele baixou o tempo do Porsche 918 Spyder em cinco segundos em Nürburgring. 

Com apêndices aerodinâmicos de fibra de carbono (spoilers dianteiro e traseiro, capô, difusor traseiro, entradas de ar e flaps) que se movem de acordo com a velocidade e direção do carro na pista, o sistema chamado de Aerodinamica Lamborghini Attiva (ALA) é capaz de reduzir o arrasto do carro ou aumentar o downforce – que o ajuda a ter aderência em curvas – de acordo com a necessidade.

Como tudo isso funciona na prática é algo difícil de se explicar. Contudo, o vídeo abaixo consegue mostrar muito bem como o ALA funciona. Tão bem que mesmo quem não domina 100% o inglês deve entender os princípios de funcionamento do sistema.

Continua após a publicidade

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=FG2lWRAW-aU&w=680&h=383]

Publicidade