Clique e assine por apenas 8,90/mês

Em qual posição é melhor deixar o câmbio automático em paradas longas?

Correio técnico: mudanças no comando da transmissão variam de acordo com a situação em que o carro está

Por Rodrigo Ribeiro - 23 jul 2019, 12h25
O câmbio CVT é o mesmo usado no Civic 1.5, feito para aguentar o maior torque do motor turbo
Em paradas no farol, o ideal é manter no “D” Divulgação/Honda

Qual a posição correta para se deixar a alavanca do câmbio automático quando o motorista fica dentro do carro com o motor ligado por muito tempo? – Geraldo Martinho Dal’Col, Cariacica (ES)

Em P, de Parking. O motivo é garantir a segurança, já que esse modo ativa uma trava mecânica que impede a movimentação do carro. Fazer o mesmo ou colocar em Neutro (N) em semáforos não é recomendável.

A caixa de câmbio recebe boa parte do impacto gerado pelo acoplamento do Drive seguido de aceleração Divulgação/Porsche

“O sistema hidráulico que faz as trocas de marcha é pressurizado somente quando o câmbio está em Drive (D). Ao tirar o câmbio de Neutro e imediatamente acelerar, como é comum em saídas de semáforos, o motor gera um tranco na transmissão, podendo danificá-la”, detalha Francisco Satkunas, conselheiro da SAE Brasil.

Ao usar o Parking, porém, é importante acionar o freio de estacionamento antes e garantir que o veículo não está se movimentando, para não sobrecarregar a trava do câmbio.

Continua após a publicidade
Ao parar em subidas íngremes, nunca coloque o câmbio em P antes de acionar corretamente o freio de estacionamento Ivan Carneiro/Quatro Rodas

Estacionar o carro usando somente o Parking pode ocasionar o chamado travamento por torque. Nessa situação, remover a alavanca do modo P fica bem mais difícil, e pode até ser impossibilitada.

Em casos extremos pode ser necessário movimentar o carro no sentido contrário ao da gravidade, usando um reboque, para destravar o comando do câmbio.

Tem outras dúvidas? Envie sua pergunta para correiotecnico@abril.com.br!

Publicidade