Deixar carro automático em drive no semáforo gasta mais combustível?

Correio técnico: prática popular no começo da era dos carros com câmbio automático é perigosa e pode gerar danos à caixa

O câmbio CVT é o mesmo usado no Civic 1.5, feito para aguentar o maior torque do motor turbo O câmbio CVT é o mesmo usado no Civic 1.5, feito para aguentar o maior torque do motor turbo

O câmbio CVT é o mesmo usado no Civic 1.5, feito para aguentar o maior torque do motor turbo (Divulgação/Honda)

Carro automático parado no modo Drive gasta mais combustível do que em Neutro? – Gabriel Ferreira Veloso, São Luís (MA)

Não, e ficar colocando o carro em neutro a cada parada ainda pode gerar danos  no futuro. “Em câmbios automáticos tradicionais, quando o carro fica parado por mais de cinco segundos, são abertas as válvulas do conversor de torque e ele fica em Neutro automaticamente”, explica o engenheiro Henrique Pereira, da Comissão Técnica de Motores de Ciclo Otto da SAE Brasil.

Por isso, não há vantagem em tirar a alavanca de Drive para Neutro a cada semáforo. Essa prática pode danificar os componentes, gerando um desgaste precoce no câmbio.

Esse desgaste ocorre porque a maioria dos motoristas que faz isso em semáforos vai colocar em Drive e imediatamente acelerar quando a luz ficar verde.

Posicionar o câmbio em Drive e acelerar logo depois provoca um tranco no câmbio (que é perceptível também na cabine) e pode impactar diretamente na vida útil do sistema.

Além disso, em carros automáticos mais novos já há a opção do start-stop (desliga o motor em paradas demoradas), que poupa combustível sem precisar mudar a marcha.

Neutro automático

Tiguan Allspace R-Line 350 TSI O Tiguan é um dos modelos capaz de desengatar o câmbio em movimento

O Tiguan é um dos modelos capaz de desengatar o câmbio em movimento (Divulgação/Volkswagen)

Muitos carros modernos possuem um recurso capaz de deixar o câmbio em neutro com o carro em movimento quando o motorista não está acelerando.

Esse sistema começou a se popularizar nas caixas automatizadas de dupla embreagem, mas hoje já é aplicado em sistemas convencionais com conversor de torque.

A diferença, nestes casos, é que o câmbio já é projetado para receber esse recurso, e possui bombas hidráulicas especiais que continuam funcionando mesmo com o sistema em neutro.

Colocar seu carro automático em neutro em altas velocidades, entretanto, pode acarretar em sérios danos na caixa e em outros elementos da transmissão.

Tem outras dúvidas? Envie sua pergunta para correiotecnico@abril.com.br!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Juarez Linhares de Souza

    Que tal listar os carros vendidos no Brasil com neutro automático?