Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Donos dos Caoa Chery Arrizo 5 e 6 reclamam de ruídos na suspensão

Proprietários do Caoa Chery Arrizo reclamam de problemas nos amortecedores e afirmam que as concessionárias da marca não conseguem resolver a situação

Por Waldez Carmo Amorim Atualizado em 10 out 2021, 23h19 - Publicado em 11 out 2021, 05h00
Caoa Chery Arrizo
Silva diz que a concessionária trocou os amortecedores de seu carro André Nunes/Divulgação

Ruídos incomodam a qualquer tempo, mas são piores a bordo de um carro novo e vindos de um sistema como o da suspensão, o que ocorre com o Caoa Chery Arrizo. O consultor de seguros João Paulo Reatti, de São Paulo (SP), dono de um Arrizo RXT 2019 com apenas 4.000 km, conta que levou seu carro à concessionária e lá lhe disseram que não havia garantia devido ao carro ter mais de um ano de uso.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

“Me ofereceram a opção de encapar as molas para tentar amenizar os ruídos por R$ 650, mas disseram que, se não resolvesse, eu teria de trocar os amortecedores com os custos correndo por minha conta”, diz Reatti. Os Caoa Chery têm cinco anos de garantia.

Chery Arrizo 6 visto 3/4 por trás
Vários donos de Arrizo fizeram as mesmas reclamações acerca do barulho da suspensão do modelo Fernando Pires/Quatro Rodas

O caso do diretor de marketing Rodrigo Antônio da Silva, de Ferraz de Vasconcelos (SP), dono de um Arrizo 5 RXT 2019, é parecido. Os problemas começaram quando o carro tinha um ano de uso.

Mas a oficina aceitou trocar os amortecedores na quinta vez que o motorista retornou com o defeito. “Sempre colocavam a culpa em outras peças”, lembra Silva. Mas por fim substituíram os amortecedores.

Chery Arrizo 5 RXT branco visto 3/4 de frente
Fora as reclamações, são vários os relatos de que os serviços da marca não conseguem resolver o problema da suspensão Acervo/Quatro Rodas

Priscila Costa da Silva Leite, de Barueri (SP), dona de um Arrizo 5 RXT 2019, diz que voltou à concessionária sete vezes e que, em uma delas, o carro ficou lá por “mais de dez dias” sem que o problema fosse resolvido. “Vieram engenheiros da fábrica, mas não adiantou”, conta Priscila.

Continua após a publicidade
  • Os ruídos não são exclusivos do ano/modelo 2019, como afirma o analista de sistemas Patrick Oliveira, de São Paulo (SP), dono de um Arrizo 6 GSX 2020. “Começaram os barulhos de batida seca na suspensão parecendo amortecedor estourado. Na concessionária afirmaram ser crônico e que, mesmo trocando as peças, o problema continua”, conta Oliveira.

    Chery Arrizo 6 prata visto 3/4 de frente
    Procurada, a Caoa Chery disse que são casos isolados e que não há problema com os amortecedores dos modelos Fernando Pires/Quatro Rodas

    Questionada, a Caoa Chery contesta essa informação dizendo que não há problemas nos amortecedores do Arrizo e que os casos citados são queixas isoladas.

    Ainda segundo a empresa, entre os relatos há clientes que não cumpriram o plano de revisões, deixando de fazer as manutenções periódicas ou realizando serviços em oficinas não autorizadas e situações que não chegaram ao seu conhecimento (via SAC). A montadora informa que contatou os clientes para agendar uma avaliação dos veículos.

    O povo reclama

    “Com 7.500 km, precisei levar mais de cinco vezes à concessionária. Sempre colocavam a culpa nas peças.”
    Alessandro Billo, bombeiro, Rio de Janeiro (RJ), Arrizo 5 RXT 2019

    “Notei que o amortecedor do lado direito completava o curso normal, mas o carro estava desconfortável.”
    Eric Neves de Souza, servidor público, Rio de Janeiro (RJ), Arrizo 5 RXT 2019

    “Disseram que o meu não teria barulhos por ser 2021. Agora, além dos ruídos, tenho outros problemas.”
    Álvaro Eduardo Bugmann de Aguiar, administrador de empresas, Blumenau (SC), Arrizo 5 RXS 2021

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa 749
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade