Clique e assine por apenas 5,90/mês

Correio técnico: como funciona o bizarro motor em forma de X?

Embora tenha um formato distinto dos mais comuns, o motor X8 tem funcionamento semelhante ao ciclo Otto convencional

Por Leonardo Barboza - Atualizado em 18 Maio 2020, 17h15 - Publicado em 19 Maio 2020, 07h00
Reprodução/Internet

O carro Hoffman X8 de 1935 era equipado com um motor em X, como era o funcionamento desse motor?– José Adenauser R. Silva, Santa Rita de Caldas (MG).

Esse motor foi feito da união de dois blocos em V, um oposto ao outro, com o acionamento dos pistões por apenas um virabrequim”, explica o engenheiro da SAE Brasil Erwin Franieck.

Seu funcionamento é semelhante ao dos motores quatro tempos convencionais.

Projeto de grande complexidade, o motor X era caro e difícil de montar. Não evoluiu e logo caiu em desuso Reprodução/Internet

Equipado com quatro cabeçotes independentes em X, quatro válvulas em cada cabeçote, sendo duas de admissão e duas de escape, esse motor foi um grande estudo para o desenvolvimento e aprimoramento da engenharia.

Devido ao fato de seu projeto ser de grande complexidade por causa da necessidade de lubrificação em todos os componentes, tornou-se um motor muito complicado e de cara construção.

O motor em X não evoluiu e logo entrou em extinção. Além do modelo Hoffman X8, o motor X foi experimentado no Ford modelo T, mas logo foi abolido.

Tem alguma dúvida? Mande sua pergunta para: correiotecnico@quatro-rodas.com.br

Continua após a publicidade
Publicidade