Cinco sinais de que as coisas não vão bem com o câmbio manual

O câmbio manual sofre desgaste, mas não esconde seus problemas

Alavanca de câmbio do Challenger Hellcat; peça indica defeitos na transmissão

Alavanca de câmbio do Challenger Hellcat; peça indica defeitos na transmissão (Divulgação/Dodge)

Pense no número de vezes que você troca a marcha de um carro ao longo de um dia. Cada vez que você movimenta a alavanca há um desgaste em todo o conjunto, desde as engrenagens até a embreagem. Agora imagine isso repetido por anos.

Defeitos no conjunto do câmbio com o passar do tempo são naturais e inevitáveis. O melhor que podemos fazer é ficar atento aos sinais de que algo não vai bem com a transmissão e agir de forma antecipada. Aqui vão algumas dicas para facilitar sua vida:

1 – A marcha arranha antes de engatar

A não ser que seu carro seja um Fiat e você esteja engatando a ré, não é normal escutar barulhos metálicos nas trocas de marcha. Se você pressionou a embreagem corretamente e a alavanca “arranhou” no engate da marcha, há alguma avaria dentro do câmbio.

Ruído em uma marcha específica indica danos nos mecanismos dessa marcha, como o anel sincronizador desgastado. Essa peça diminui a velocidade de sua respectiva engrenagem para que haja acoplamento perfeito e com um mínimo de atrito.

Anel sincronizador do Ford EcoSport 1.6 manual

Anel sincronizador do Ford EcoSport 1.6 manual (Marco de Bari/Quatro Rodas)

Também pode ser culpa do garfo que movimenta a engrenagem ou da luva de engate ou sinal de falta de óleo na transmissão. Ele pode, por exemplo, ter vazado por um rasgo na coifa da homocinética. 

2 – Há um grilo que some ao pisar na embreagem

Se você ouve um barulhinho vindo do câmbio e ele desaparece ao pisar na embreagem, o defeito pode estar no rolamento da embreagem. Sua função é empurrar o platô de embreagem e o barulho gerado acusa falta de lubrificação do componente.

Por ser um componente blindado, a única solução é a troca do rolamento. Se isso não for feito, o componente logo perderá sua função e deixará o motorista incapaz de acionar a embreagem.

O rolamento da transmissão pode fazer barulhos quando com defeito

O rolamento da transmissão pode fazer barulhos quando com defeito (Reprodução/Internet)

É possível trocar apenas o rolamento, mas os fabricantes recomendam que seja feita a troca de todo o kit de embreagem junto, mesmo que não aparente defeitos.

 

3 – Marchas escapam

Você engata a marcha e arranca com o carro normalmente…. Até que a marcha escapa e a alavanca retorna para ponto morto. Se o câmbio não faz barulhos, é bem provável que o causador disso seja o trambulador.

Trambulador é o mecanismo que envia para o câmbio o movimento que o motorista faz na alavanca. Sofre desgaste natural, mas esse desgaste pode ser mais rápido se você tem o vício de descansar a mão sobre a alavanca.

Trambulador do Nissan Versa; peça dá defeito, mas conserto não sai caro

Trambulador do Nissan Versa; peça dá defeito, mas conserto não sai caro (Silvio Gioia/Quatro Rodas)

Há reparos para o trambulador da maioria dos carros, mas um conjunto novo fica longe de ser extremamente caro: costuma ser entre R$ 40 e R$ 200 (valor da peça), sem considerar os custos de mão de obra.

4 – Trepidação ao arrancar

Um dos sinais mais comuns de que a embreagem do carro está desgastada é a trepidação ao arrancar com o carro. É sinal de que o disco está desgastado, o que prejudica o acoplamento dele com o volante do motor.

Platô e disco de embreagem do Volkswagen Fox

Platô e disco de embreagem do Volkswagen Fox (Marco de Bari/Quatro Rodas)

Mas vale checar se os coxins de suporte do motor ainda funcionam como deveriam. Além de segurar o motor, os coxins filtram as vibrações geradas por ele. Mas perdem sua função quando estão desgastados ou ressecados.

5 – A alavanca se movimenta

Você arranca com o carro e a alavanca de câmbio se movimenta? É um problema mais visível em carros com acionamento do câmbio por varão – uma barra metálica que leva o movimento da alavanca até o câmbio. Mas também se nota quando o comando é por cabos metálicos, o mais comum hoje.

Coxim do câmbio do Chevrolet Onix

Coxim do câmbio do Chevrolet Onix (Marco de Bari/Quatro Rodas)

O causador desse movimento é, provavelmente, o coxim do câmbio desgastado. Assim, acaba por permitir que o câmbio se movimente e esse movimento é transmitido para a alavanca.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s