Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Toyota Corolla XEi x Honda Civic LXR

Modernidade ou tradição? Esportividade ou conforto? Consumo ou porta-malas? Enfim, Civic ou Corolla?

Por Péricles Malheiros | Foto: Christian Castanho Atualizado em 9 nov 2016, 02h00 - Publicado em 16 abr 2013, 12h09
comparativos

Test-drives feitos em concessionárias costumam servir apenas como base de referência para o comprador não adquirir um veículo completamente no escuro. Curtos em tempo e espaço, costumam não revelar muito mais que o catálogo exposto na mesa do vendedor. Com Civic e Corolla, porém, a história é diferente. Uma simples volta no quarteirão deixa claro que os sedãs médios que mais conquistam compradores no mercado brasileiro têm armas distintas de sedução: o Civic com estilo arrojado e suspensão firme e o Corolla com layout discreto e conforto de rodagem capaz de agradar até um motorista norte-americano.

As redes bem conceituadas de Toyota e Honda dão sua contribuição para o sucesso dos modelos: segundo os proprietários ouvidos pela pesquisa Os Eleitos, de QUATRO RODAS, as marcas são líderes da categoria Assistência Técnica. Diferentes, mas afamados e com o mesmo objetivo, Civic e Corolla ainda travam grandes batalhas. Duvida?

Elegemos para este combate as versões que são o hit da família: LXR no Civic (74 290 reais) e XEi no Corolla (72 990 reais). Ambos trazem basicamente o mesmo pacote de equipamentos. Essa similaridade de conteúdo não é coincidência: é guerra declarada. A linha 2014 do Civic chegou em fevereiro, a do Corolla está prevista para meados de março. Motor 2.0, câmbio automático com trocas sequenciais no volante e um pacote de equipamentos com trio elétrico, câmera de ré, ar-condicionado digital, ABS e airbags: tudo é de série em ambos.

A Toyota busca compensar o design notadamente defasado com alguns itens exclusivos, como GPS e airbags também nas laterais – no Civic, disponíveis apenas na versão topo de linha, EXR, de 83890 reais. Mais atual, o Civic tenta dar o troco com tecnologia: só ele tem um sistema de direção econômica, acionado pelo botão ECON, capaz de ativar mapas da central eletrônica mais mansos. O ECON atua em conjunto com um econômetro apresentado em forma de barras que mudam de cor entre tons de azul (mais gastão) e verde (mais econômico).

Toque distinto

Bem montados, Corolla e Civic empatam no item acabamento. O layout arrojado do Honda disfarça os materiais menos refinados: o plástico do painel é rígido e com textura áspera, enquanto no Toyota ele é emborrachado e de toque suave. Motoristas dos dois modelos têm diversos comandos ao alcance das mãos. No Corolla, a ergonomia (e a segurança) é um pouco prejudicada por causa da ativação do piloto automático, com comandos agrupados em uma alavanca na coluna de direção. Por se tratar de um sistema utilizado basicamente em viagens, a localização e a operação no Civic são facilitadas pelas teclas iluminadas e voltadas para o piloto. O console central voltado para o motorista é outro sinal do projeto mais moderno do Honda.

Os rivais também são equivalentes em espaço na cabine, mas, de novo, o projeto mais recente pesa a favor do Civic, no qual o design arejado e organizado resulta numa sensação mais acentuada de amplidão. No porta-malas, vantagem do Corolla: 470 ante 449 litros de volume.

Ao volante, surge a principal diferença dos combatentes. A dirigibilidade do Civic segue em sintonia com o design: a suspensão mais rígida transmite esportividade, embora os números de desempenho obtidos na pista tenham sido mais animadores no Corolla, dono de um rodar bastante confortável, com molas e amortecedores com calibração suave. No Civic, o câmbio com cinco marchas (uma a mais que o do Corolla) e o sistema ECON fizeram a diferença nas provas de consumo urbano e rodoviário: respectivamente 7,9 e 11,8 km/l, ante 6,7 e 9,4 km/l do Corolla, ambos com etanol.

Apesar de mais recente, o Civic deverá ter seu desenho retocado entre o fim de 2013 e o início de 2014, quando estreia aqui a reestilização já apresentada ao mercado norte-americano. O contra-ataque da Toyota também já tem data marcada: no primeiro semestre de 2014 chega uma nova geração do Corolla, com estilo e personalidade tão (ou mais) joviais quanto os do Civic. Enquanto não entra na era digital, o sedã da Toyota continuará enfrentando seu rival com ligeira desvantagem, mas com uma competência que só anos de estrada (e carros emplacados) podem conferir a um automóvel.

Toyota Corolla DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO

Suaves, direção e suspensão são fiéis à proposta geral do Corolla.

★★★★☆

MOTOR E CÂMBIO

Com uma marcha a menos, o câmbio não explora tão bem o motor, o que resulta em consumo mais alto. Nas provas de desempenho, porém, o powertrain do Corolla ainda faz bonito.

★★★★

Continua após a publicidade

CARROCERIA

Até quem é fã de Corolla reconhece que o design não é seu ponto forte.

★★★☆

VIDA A BORDO

A Toyota se vira como pode para manter o Corolla vivo no mercado. E tem feito um ótimo trabalho. Com câmera de ré, GPS e multimídia, a linha 2014 disfarça a defasagem tecnológica.

★★★★

Continua após a publicidade

SEGURANÇA

Airbags laterais e frenagens em menores espaços colocam o Corolla em franca vantagem diante do Civic neste item.

★★★★

Continua após a publicidade

SEU BOLSO

A notícia da chegada de uma nova geração em 2014 deve atingir as vendas do Corolla.

★★★☆

Honda Civic DIREÇÃO, FREIO E SUSPENSÃO

Quem busca um carro de resposta mais imediata ao volante e aos pedais tem no Civic o parceiro ideal.

★★★★☆

MOTOR E CÂMBIO

Eficiência é a palavra de ordem na indústria automotiva. Com desempenho próximo ao do rival e consumo bem mais contido, o Civic, de novo, tira proveito do projeto mais moderno.

★★★★☆

CARROCERIA

Uma remodelação está a caminho, mas não deverá impactar tanto as vendas do Civic.

★★★★

Continua após a publicidade

VIDA A BORDO

Central multimídia e GPS só equipam a versão mais cara.

★★★☆

SEGURANÇA

Airbags frontais e aBS são pouco para o segmento. Para piorar, os números obtidos nas provas de frenagem não foram bons.

★★★☆

SEU BOLSO

Assim como o Corolla, o Civic tem três anos de garantia e costuma ser bem cotado na hora da revenda.

★★★★

Continua após a publicidade

VEREDICTO

A vantage do Civic sobre o Corolla neste comparative é bem pequena. Assim, se você preza duas vezes: Inverta o resultado e vá de Corolla. Mas não se esqueça: também há racionalidade na compra do Civic, de longe, o mais econômico dos dois sedãs.

>> Confira o Desempenho dos carros

>> Confira a Ficha Técnica dos carros

Continua após a publicidade

Publicidade