Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Hyundai Creta 2022 evolui em dinâmica e acabamento, mas não no visual

Na 2º geração, o SUV ganhou novo visual, espaço interno, comportamento dinâmico e até a motorização. Mas nem tudo chegará para a versão Brasileiro

Por Mauricio Juárez, do Motorpasíon México Atualizado em 16 Maio 2021, 12h33 - Publicado em 16 abr 2021, 13h15
O visual é impactante por foto, mas pessoalmente chega a ser bonito
Motorpasión México/Reprodução

O novo Hyundai Creta já roda em testes no Brasil e deve chegar às lojas no segundo semestre deste ano. Ainda não se tem informações oficiais sobre o carro nacional. Não se sabe, por exemplo, como será a oferta de versões de acabamento e de motorização. Mas uma volta na unidade topo de linha vendida no México nos deu uma clara noção do que vem por aí.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

No México, o Creta 2022 chega importado da Índia em cinco versões: GL, GLS, GLS Premium e Limited. As quatro primeiras têm um antigo motor 1.5 (113 cv) com câmbio automático de seis marchas, e a quinta é equipada com o novo 1.4 Turbo (138 cv) e câmbio de dupla embreagem e sete marchas.

  • Creta 2022 no Brasil

    No Brasil, a Hyundai deve manter a nomenclatura atual como Attitude, Action, Limited e Prestige e, em relação aos motores, nosso palpite é que a empresa mantenha os atuais 1.6 (130 cv) e 2.0 (166 cv), nas versões de entrada e topo de gama, respectivamente, e introduza o 1.0 Turbo que equipa o HB20 nas versões intermediárias.

    Hyundai Creta
    Teto destacado pela cor é uma opção na versão mais completa Motorpásion/Divulgação

    Flagrantes do carro feito no Brasil atestam que o design do modelo será quase igual ao do vendido no México, mas com grade exclusiva com pontos cromados com efeito flutuante. Seu design está longe de ser unanimidade, mas posso garantir: de perto, ele é mais interessante do que nas fotos.

    O projeto manteve praticamente inalteradas as dimensões do carro. O Creta cresceu apenas 1 cm, no comprimento e na largura; 2 cm, na distância entre-eixos; e permaneceu igual na altura. As medidas atuais são, respectivamente, 4,30 m; 1,79 m; 2,61 m e 1,63 m. Mas, se as dimensões quase não mudaram, o mesmo não se pode dizer do visual, que abusa das formas assimétricas no contorno da grade dianteira e nos recortes dos faróis, divididos em duas zonas.

    As laterais são marcadas com mais linhas de expressão e vincos que evidenciam as caixas de rodas. E as rodas de 17 polegadas reforçam o aspecto musculoso do carro. O teto pode ser preto ou na cor da carroceria com o arco destacado por peça prateada, como o modelo fotografado.

    Hyundai Creta
    Rodas aro 17 deixam o carro bem assentado Motorpásion/Divulgação

    Na traseira, continua a extravagância geométrica nas lentes das lanternas que confundem a vista – onde começa e onde acaba cada componente. E, por dentro, essa sensação se repete. Mas o estranhamento inicial se desfaz com as diferentes formas, cores e texturas, terminando por aumentar muito a percepção de qualidade em relação à geração anterior.

    Acabamento do Creta 2022

    No acabamento do Creta predominam as superfícies feitas de plástico rígido. Mas, felizmente, de boa qualidade, com texturas agradáveis ao toque e peças bem encaixadas e sem rebarbas.

    E os bancos, de material que imita couro na unidade Limited avaliada, causam boa impressão. O revestimento, em duas cores, é perfurado na região central, com detalhes em baixo-relevo. E, do ponto de vista funcional, sustentam bem os ocupantes.

    Falando em equipamentos, o Creta traz boas novidades como a central multimídia com a tela de 10 polegadas, compatível com Apple CarPlay e Android Auto, e bastante fácil de usar. Seu painel de instrumentos reúne informações digitais e analógicas. No Brasil, terá até internet Wi-Fi embarcada.

    Continua após a publicidade
    Hyundai Creta
    O câmbio automático tem trocas manuais na alavanca Motorpásion/Divulgação

    Uma tela de 7 polegadas domina o espaço com velocímetro, computador de bordo, modos de condução, autonomia, hodômetro e temperatura externa. Nas laterais, há o conta-giros, à esquerda, e os indicadores de nível de combustível e temperatura do motor, além das luzes-espia na base.

    Interior do Creta

    No console central, há ainda o ar-condicionado digital e, na parte inferior entre os bancos, tomadas (duas USB e uma 12 V), carregador de celular por indução e o seletor de modos de condução com as opções Eco, Comfort e Sport, o freio elétrico com brake hold, a alavanca do câmbio com opção de trocas manuais e uma tecla que aciona a câmera de ré. 

    O banco do motorista tem ajustes elétricos e, na traseira, há saídas de ar-condicionado e uma tomada USB. Entre os equipamentos de segurança contam-se seis airbags, controle eletrônico de tração e estabilidade e, no Brasil, o SUV deve ganhar faróis de led, luzes diurnas e também dispositivos de assistência ao motorista como frenagem autônoma de emergência e piloto automático adaptativo.

    Hyundai Creta 2022 banco traseiro
    Divulgação/Hyundai

    Apesar de o Creta não ter crescido quase nada no porte, os projetistas coreanos rearranjaram o espaço interno do SUV e quem conhecia a versão anterior logo irá notar que a área para as pernas de quem viaja atrás cresceu e o efeito colateral foi a redução do porta-malas. Antes, cabiam 431 litros de bagagem e agora cabem 408 litros.

    Ao volante da variante Limited Turbo, os 25 cv que o Creta ganha em relação à versão 1.5 fazem muita diferença. Com esse motor o SUV roda com desenvoltura tanto na cidade quanto na estrada, com o auxílio do câmbio de sete marchas. A Hyundai não divulga números de desempenho do carro, mas o site indiano IndianAuto.com fez de 0 a 100 km/h em 9,8 segundos, com a versão 1.4T, no modo Sport (melhor que o Creta 2.0 do teste de Longa Duração da QUATRO RODAS, com o tempo de 10,4 segundos).

    A Hyundai informa apenas os números de consumo e, segundo a medição oficial, o Creta 1.4T consegue rodar 13,2 km/l, na cidade, e 18,2 km/l, na estrada (o Creta 2.0 da revista ficou com 9,7 km/l e 12,7 km/l, respectivamente).

    Hyundai Creta
    Escape tem saídas duplas e ponteiras quadradas Motorpásion/Divulgação

    No que diz respeito ao comportamento do carro, lembro que, quando dirigi a última geração, reclamei muito da direção ser extremamente leve e da suspensão com amortecimento muito suave. Agora fiquei surpreso porque este Creta é consideravelmente mais firme. A direção ficou mais pesada e a suspensão, mais rígida. O SUV transmite mais segurança agora, obedecendo mais prontamente os comandos do motorista sem que a carroceria incline demais nas curvas. E tudo isso sem ter se tornado um carro desconfortável.

    O Hyundai Creta Limited 1.4 Turbo custa 449.200 pesos, no México (R$ 118.370), ou seja, quase o preço da versão 2.0 Prestige comercializada no Brasil a R$ 118.090. No México, assim como no Brasil, existe um rival importante, o Chevrolet Tracker, que torna a vida do Creta difícil, porque empata com ele nos valores.

    O Tracker sai por 439.000 pesos, no México, e R$ 118.580, no Brasil (na versão 1.0 T Premier AT), que é mais bem equipada, oferecendo alerta de ponto cego, sensor de pressão dos pneus, sensor de chuva, Wi-Fi nativo e sistema OnStar. Mas, por enquanto, essas considerações só valem para os mexicanos. Os brasileiros terão de aguardar a Hyundai definir as versões e os preços que o Creta terá no mercado do país.

    Veredicto

    Apesar do estilo controverso, o SUV evoluiu em diversos aspectos e deve agradar aos que já apreciavam o modelo da primeira geração.

    Hyundai Creta
    Design da grade segue identidade visual da marca Motorpásion/Divulgação

    Ficha Técnica

    • Preço: R$ 118.370 (no México)
    • Motor:gas., diant., transv., 4 cil., 1.353 cm3; 16V, 138 cv a 6.000 rpm, 18,2 kgfm a 1.500 rpm
    • Câmbio: aautomatizado, 7 marchas, tração dianteira
    • Suspensão:McPherson (diant.) eixo de torção (tras.)
    • Freios: disco nas quatro rodas
    • Direção: eletro-hidráulica
    • Rodas e pneus: alumínio, 215/60 R17
    • Dimensões: comprimento, 430 cm; altura, 163,5 cm; largura, 179 cm; entre-eixos, 261 cm; peso, 1.230 kg; porta-malas, 408 l; tanque, 50 l

    *Dados de fábrica

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa Quatro Rodas Abril
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade