Clique e assine por apenas 8,90/mês

Nova geração do Nissan Sentra aparece antes da hora na China

Inspirado no sedã norte-americano Altima, o modelo está maior e terá versão de entrada com calotas

Por Gabriel Aguiar - 16 jan 2019, 16h04
Faróis afilados lembram o sedã norte-americano Altima Autohome.cn/Internet

O Nissan Sentra – quarto sedã médio mais vendido no Brasil em 2018 – está meio esquecido no nosso mercado. Mas há novidades: na China, a próxima geração apareceu antes da hora.

Batizado Sylphy em outros países, o modelo parece uma miniatura do norte-americano Altima. Segundo o site Auto Home, comprimento e entre-eixos ganharam 1 cm em relação ao atual.

Modelo ficou apenas 1 cm maior que a versão atual Autohome.cn/Internet

Os faróis ficaram mais afilados e, ao que tudo indica, têm iluminação de leds. Outros detalhes remetem aos lançamentos recentes da Nissan, como grade dianteira e aplique da coluna C.

Registros chineses indicam uma versão de entrada com calotas Autohome.cn/Internet

De acordo com a imprensa chinesa, o modelo terá motor 1.6 aspirado com 139 cv de potência (surpreendente para um conjunto naturalmente aspirado). Aqui, o Sentra 2.0 16V tem 140cv.

Continua após a publicidade
Nissan Sentra facelift 2016 (1)
Versão reestilizada chegou ao Brasil em 2016 Divulgação/Nissan

No Brasil, a atual geração do sedã médio já podia ser reservada em 2013. Desde então, recebeu uma reestilização – que não alterou nada na motorização – e novos equipamentos de série.

Importado do México em três configurações, o Sentra parte de R$ 84.990 na versão de entrada S. Já a opção intermediária SV custa R$ 93.990, enquanto a topo de linha chega a R$ 106.990.

Publicidade