Clique e assine por apenas 8,90/mês

Longa Duração: revisão tenta eliminar barulheira do Renault Kwid

Alguns barulhos, de fato, sumiram, outros apenas amenizaram. E novos estão surgindo...

Por Péricles Malheiros - 21 nov 2018, 10h41
Tem fonte de ruído nova no Kwid: uma braçadeira encostando na ventoinha Renato Pizzutto/Quatro Rodas

Está difícil ter neste espaço um texto de elogios ao Kwid. A cada edição, um novo ruído assola o compacto. No mês anterior, nosso consultor técnico, Fabio Fukuda, descobriu uma nova fonte de barulho: era a chapa defletora de calor, deslocada do ponto original, passou a resvalar no abafador traseiro do escapamento.

Como a marca dos 20.000 km já estava próxima, deixamos para pedir uma verificação durante a segunda revisão, bem como para a cobertura do porta-malas, também bastante barulhenta. E assim ocorreu.

A manutenção foi feita na concessionária paulistana Sinal. Inclui troca de lubrificante do motor e o kit completo de filtros (ar, óleo, combustível e do ar-condicionado). Tudo saiu por R$ 350, mesmo valor indicado no site da Renault – pagamos ainda outros R$ 129 pelos serviços de alinhamento, balanceamento e rodízio.

Sobre os problemas de ruído reclamados, nada foi esquecido. “Colocaram pequenos pedaços de espuma nos pontos de apoio laterais da tampa de cobertura do porta-malas e a chapa metálica parece ter sido reposicionada, pois não está mais encostando no abafador do escapamento”, disse Fukuda, que fez a verificação dos serviços prestados pela Sinal.

Continua após a publicidade

O tampão traseiro, de fato, ficou mais silencioso. “Só faz barulho quando o asfalto é muito ruim, a ponto de gerar muita trepidação”, diz o piloto de testes Eduardo Campilongo.

O defletor metálico de calor, no entanto, voltou a fazer barulho. “Está bem menos intenso do que antes, mas percebi o retorno do ruído metálico ao ligar o motor numa noite fria. Uma vez com o escapamento aquecido, o ruído desaparece”, disse o repórter Rodrigo Ribeiro.

E não é que a turma do barulho ganhou mais um integrante? Os usuários começaram a relatar um ruído intenso na dianteira, quando a ventoinha era acionada. Mandamos de novo o Kwid para o Fukuda, que disse: “Uma braçadeira está resvalando nas pás da ventoinha”. Ou seja, vamos fazer uma visita não programada à rede Renault.

Renault Kwid – 21.322 km

    Consumo

    • No mês: 16,4 km/l com 18,9% de rodagem na cidade
    • Desde mar/18: 15,6 km/l com 30,3% de rodagem na cidade
    • Combustível: flex (gasolina)
    • Combustível: R$ 1.264
    • Revisão: R$ 350
    • Alinhamento: R$ 129

    Ficha técnica

    • Versão: Intense 1.0 12V
    • Motor: 3 cil., diant., transv., 999 cm3, 12V, 70/66 cv a 5.500 rpm, 9,8/9,4 mkgf a 4.250 rpm
    • Câmbio: manual, 5 marchas 
    • Combustível: flex (testado com gasolina)
    • Seguro (perfil QUATRO RODAS): R$ 1.827
    • Revisões (até 60.000 Km): R$ 2.336
    Publicidade