Clique e assine por apenas 5,90/mês

Longa Duração: aos 45.000 km, Outlander dá sinais de cansaço na suspensão

Entre viagens a lazer e a trabalho, nosso Mitsubishi Outlander começa a dar sinais de que algo não vai bem na suspensão traseira

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 9 out 2020, 20h47 - Publicado em 12 out 2020, 07h00
Eduardo Campilongo/Quatro Rodas

Após a revisão, o Outlander se viu livre para retornar às estradas. Dessa vez, com a repórter Isadora Carvalho, de volta à equipe após dois anos e que ainda não conhecia o SUV da Mitsubishi.

“Fui para São Roque (SP) com mais três adultos e minha filha na cadeirinha e achei, no geral, muito confortável. O que pesou contra, para mim, foi o túnel central elevado, que incomodou o passageiro do meio e a central multimídia, com interface pouco intuitiva e qualidade da tela que deixa a desejar. Mas o motor diesel é ótimo e teve força de sobra na estrada.”

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 8.90

A segunda missão do nosso 4×4 foi com o piloto de testes Eduardo Campilongo. “Passei um fim de semana em Cachoeira Paulista (SP), onde precisei encarar algumas estradas de terra com chuva e o carro me passou segurança. Até mesmo em um trecho de ladeira em que o piso estava mais arenoso, porque havia obras de terraplanagem, não tive dificuldade para passar com ele.

E não é só isso. Às vezes vem o medo de raspar a frente ou o fundo, por conta das dimensões e do ângulo de ataque do Outlander, mas ele encarou os obstáculos sem sacrifício.”

O Outlander ainda foi usado como câmera car para as fotos do McLaren Senna. Na volta, veio o alerta: “Pelo menos um dos amortecedores traseiros já está perdendo o efeito”, cravou Yutaka Fukuda, mecânico de automóveis há quase 60 anos e que viajava no banco traseiro. Acompanharemos isso de perto.

Mitsubishi Outlander – 45.495 km

Ficha técnica:
Versão: 2.2 Turbodiesel HPE-S
Motor: 4 cilindros, dianteiro, transversal, 16V, 165 cv a 3.500 rpm, 36,7 mkgf a 7.500 rpm
Câmbio: Automático de 6 marchas, tração 4×4
Seguro: R$ 3.750 (Perfil Quatro Rodas)
Revisões: Até 60.000 km – R$ 8.404
Gasto no mês: Combustível: R$ 810
Consumo: No mês: 12,1 km/l com 22,5% de rodagem na cidade
Desde set/19: 12,1 km/l com 28,5% de rodagem na cidade
Combustível: Diesel S10

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade