Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Honda HR-V: teste do polígrafo no fim da jornada

Hora da verdade: SUV completa 60.000 km no Longa Duração e parte para seu último ato antes do desmonte: as medições em nosso campo de provas

Por Péricles Malheiros Atualizado em 23 nov 2016, 21h42 - Publicado em 22 set 2016, 14h05
Longa Duração - Honda HR-V
Teste final: aos 60.000 km, HR-V volta a Limeira (SP)

Todo carro de Longa Duração passa duas vezes pelo campo de provas da TRW, em Limeira (SP), onde são realizados os testes de QUATRO RODAS: uma no início da jornada, aos 1.000 km, e outra no fim, aos 60.000 km.

Essa medida funciona como uma espécie de teste ergométrico: se o pique cair muito entre as avaliações, pode ser que, com o passar dos quilômetros, algo mais grave tenha afetado a saúde do carro. O laudo final, claro, só vem com o desmonte, este sim um aprofundado e definitivo exame laboratorial. O paciente da vez é o HR-V.

Com resultados quase sempre melhores aos 60.000 km, o SUV dá sinais de que pouco sofreu com a quilometragem. A aceleração de 0 a 100 km/h evoluiu de 10,7 para 10,3 segundos. As três provas de retomadas (40 a 80, 60 a 100 e 80 a 120 km/h) também passaram a ser cumpridas em menos tempo: antes, em 5/5,6/7,4 segundos; agora, em 5/5,4/7,1 segundos.

Teste – Honda HR-V (com etanol)
1.241 km 60.000 km
Aceleração de 0 a 100 km/h 10,7 s 10,3 s
Retomada de 40 a 80 km/h (em D) 5 s 5 s
Retomada de 60 a 100 km/h (em D) 5,6 s 5,4 s
Retomada de 80 a 120 km/h (em D) 7,4 s 7,1 s
Frenagens de 60 / 80 / 120 km/h a 0 15 / 25,1 / 61,1 m 16,1 / 28,1 / 66,3 m
Consumo urbano 8,2 km/l 8,5 km/l
Consumo rodoviário 10,2 km/l 11,1 km/l
Ruído interno (neutro / RPM máximo) 39,4 / 71,3 dBA 39,1 / 74,9 dBA

Ruído interno (80 / 120 km/h)

61,5 / 67,4 dBA 62,9 / 70,5 dBA

Também estão melhores os números de consumo (urbano/rodoviário): 8,2/10,2 km/l de etanol no teste inicial e 8,5/11,1 km/l no final. Não chega a ser um grande feito: no Longa Duração, os resultados de desempenho e consumo tendem a ser mais positivos na segunda medição.

“A diferença é por conta do assentamento das peças”, explica o consultor técnico Fábio Fukuda, responsável pelos desmontes. “O motor geralmente melhorou sua potência e seu torque. Em contrapartida, as partes móveis da carroceria e do interior já não estão mais tão justas, e costumam fazer mais barulho”.

O HR-V seguiu o padrão dos testes anteriores, registrando pioras discretas no nível de ruído interno e um pouco mais acentuadas nas provas de frenagem. Na próxima postagem, analisaremos em profundidade os resultados do desmonte do carro. Aguarde!

Honda HR-V – 60.291 km
CONSUMO
No mês: 8,2 km/l com 42,1% de rodagem na cidade
Desde maio de 2015: 8,2 km/l com 25,8% de rodagem na cidade
Combustível: etanol
GASTOS NO MÊS
Combustível: R$ 347
FICHA TÉCNICA
Versão: EX 1.8
Motor: dianteiro, transversal, 4 cil., flex, 139/140 cv a 6.300 rpm, 17,4/17,3 mkgf a 5.000 rpm
Câmbio: automático CVT, 7 marchas, tração dianteira

 

Continua após a publicidade

Publicidade