Clique e assine por apenas 8,90/mês

Ford Focus Titanium Plus 2.0 AT

De uma tacada só, a Ford atualiza o design do hatch, baixa o preço de algumas versões, aumenta o conteúdo de outras e ainda oferece 15% de desconto para os donos de Focus trocarem seus carros pela versão nova

Por Luís Perez - Atualizado em 9 nov 2016, 14h35 - Publicado em 15 jul 2015, 14h56
testes

O Focus 2016 chegou às lojas em agosto trazendo duas grandes novidades. Uma delas o futuro comprador vai ver assim que chegar ao show-room: sua frente passou por uma reestilização, que deixou o hatch mais bonito e igual ao europeu. A segunda novidade é o preço: em vez de subir, como ocorre normalmente nessa hora, o novo modelo ficou mais barato.

A versão 1.6 SE, que antes custava R$ 74 900, passa a ser vendida por R$ 69 900 – mesmo valor que era cobrado pela versão S, que deixa de ser oferecida. Nas intermediárias, o desconto é menor. A Titanium 2.0 AT, que saía por R$ 87 900, agora custa R$ 86 900. Na topo de linha não há abatimento: a Titanium Plus continua em R$ 95 900. Mas nesse caso ela ganha equipamentos: o Focus mais completo vem com sistema autônomo de frenagem e o assistente de estacionamento perpendicular (antes a ajuda era só para vagas em paralelo à via). São novidades surpreendentes para os tempos atuais de inflação e dólar altos.

DESCONTO INÉDITO

Quem não deve gostar muito disso são os donos de Focus que compraram o modelo atual, lançado em 2014, já que de uma tacada só a fábrica mudou o visual e posicionamento do carro. Para se precaver do ódio eterno deles, a Ford está dando 15% de desconto na compra do novo Focus para quem tem o carro da linha 2014 ou 2015. “O dono de Focus é um apaixonado pelo carro. E a gente não queria ver esse consumidor insatisfeito”, diz Oswaldo Ramos, gerente-geral de marketing da Ford.

Proprietários da versão anterior terão três meses para adquirir a nova. A Ford controlará as trocas pelo número de chassi do modelo antigo. O cliente não precisa entregar o seminovo a uma concessionária da marca. Ele poderá negociá-lo no mercado – o que é até mais vantajoso. A ação será repetida com o sedã, que chega em setembro, já rebatizado de Focus Fastback.

Na linha 2016, a SE 1.6 traz rodas de liga leve aro 17, sistema Advance Trac (inclui programa eletrônico de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampas, controle de torque em curvas e aviso de pressão baixa dos pneus), freios a disco nas quatro rodas, faróis de neblina, chave com sensor de presença, sensores de chuva e crepuscular, retrovisor eletrocrômico, tela LCD colorida de 4,2 polegadas e uma entrada USB adicional, App Link e chamadas de assistência de emergência. Um degrau acima vem a SE Plus 1.6, que inclui airbags laterais, bancos parcialmente revestidos de couro, sensor de estacionamento traseiro, piloto automático com limitador e ar-condicionado digital bizona.

Continua após a publicidade

Com motor 2.0, a versão básica é a SE Plus, que tem como diferencial a transmissão automatizada de dupla embreagem PowerShift, com mudanças no volante no modo manual. Depois vem a Titanium, com rodas aro 17 exclusivas, airbags de cortina, chave com sensor de presença, botão de partida e Sync Media System com MyFord Touch, que integra uma tela de 8 polegadas sensível ao toque no centro do painel (além da de 4,2 polegadas nos mostradores), GPS, som Sony Premium com nove alto-falantes e assistência de emergência. Nas versões Titanium, a grade é composta por barras horizontais cromadas -nas outras versões ela é preta.

É só a configuração mais completa, a Titanium Plus, que traz as maiores novidades tecnológicas do hatch, como faróis bixenônio adaptativos, sensor de estacionamento dianteiro, espelhos com rebatimento elétrico, banco do motorista com ajuste elétrico e teto solar, além do sistema autônomo de frenagem (em baixas velocidades) e do assistente de estacionamento. A Ford aperfeiçoou o Focus de olho nos rivais. Em particular, no VW Golf, que passa a ser produzido no Brasil até o fim do ano e terá uma nova versão de entrada, com motor 1.6 16V, e no Chevrolet Cruze, reformulado recentemente.

BOM DE PISTA

No lançamento do Focus hatch 2016, avaliamos o Titanium Plus, com motor 2.0 Duratec Direct Flex de 175/178 cv (gasolina/ etanol) e câmbio PowerShift de seis marchas. Como a mecânica não mudou, seu comportamento continua agradando. Na pista, mostrou-se esperto, sem ser beberrão: conseguiu 9,8 segundos no 0 a 100 km/h (o Golf fez 8,6). No consumo, cravou 9,7 km/l na cidade e 14 km/l na estrada, sempre com gasolina -contra 11,5 e 14,1 km/l do hatch da Volkswagen.

Ao fim do teste, o Focus confirmou o que se esperava dele: continua a ser um carro gostoso de dirigir, com direção precisa e suspensão equilibrada. Disso, os donos – antigos ou novos – não podem reclamar.

AVALIAÇÃO DO EDITOR

Continua após a publicidade

MOTOR E CÂMBIO

A possibilidade de trocar as marchas no volante é uma das boas novidades do carro. O motor é moderno e cumpridor.

★★★★★

DIRIGIBILIDADE

A Ford privilegia o conforto, mas conserva o controle e o equilíbrio do carro.

★★★★

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

SEGURANÇA

A versão top tem seis airbags, ESP e sistema autônomo de frenagens de emergência.

★★★★★

SEU BOLSO

A Ford aumentou a relação custo-benefício do carro, principalmente na versão de entrada.

★★★★

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

CONTEÚDO

O Focus é bem-equipado desde a versão SE, a mais simples.

★★★★★

VIDA A BORDO

O hatch trata bem a todos, mas há mais espaço para os ocupantes dos bancos dianteiros.

★★★★☆

Continua após a publicidade

QUALIDADE

A unidade avaliada se mostrou bem-acabada, com o uso de bons materiais.

★★★★

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

VEREDICTO

Além do melhor custo-benefício, o Focus chega com o visual atualizado e o bom comportamento dinâmico de sempre. É fato que o Golf continua sendo um carro mecanicamente melhor, mas, dependendo da versão, o conjunto pode fazer do Focus uma compra melhor.

★★★★☆

Continua após a publicidade
FICHA TÉCNICA
Motor diant., transv., 4 cil., 8V
Cilindrada 1 999 cm³
Diâmetro x curso 83,1 x 87,5 mm
Potência 175/178 cv a 6 500 rpm
Torque 21,5/22,5 (G/E) mkgf a 4 500 rpm
Câmbio automatiz. de dupla embrea gem, 6 marchas
Dimensões comprimento, 436 cm; altura, 146,9 cm; largura, 182,3 cm; entre-eixos, 264,8 cm
Peso 1 399 kg
Porta-malas/caçamba 316 litros
Tanque 55 litros
Suspensão dianteira independente, McPherson
Suspensão traseira independente multilink
Freios discos nas 4 rodas
Direção elétrica
Pneus 215/50 R17
Equipamentos sistema autônomo de frenagem, faróis bixenônio adaptativos, assistente de estacionamento, teto solar, airbags de cortina, sistema de som Sony com 9 alto-falantes e central multimídia com GPS, assistente de chamadas de emergência, tela touch de 8″ (ce
Consumo urbano 9,7 km/l
Consumo rodoviário 14 km/l
0 a 100 km/h 9,8 s
0 a 1000 m 31 s – 174 km/h
Retomada 40 a 80 em 3ª (ou D) 4,2 s
Retomada 60 a 100 em 4ª (ou D) 5,3 s
Retomada 80 a 120 em 5ª (ou D) 6,4 s
Frenagem 15,7/28,9/65 m
Ruído interno 1ª rpm máx 42/73,4
Ruído interno 80 / 120 km/h 61,3/69,3
Publicidade