Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Fiat Strada automática: faz sentido uma picape com câmbio CVT?

Líder nas vendas e nas inovações, a Fiat Strada ganha câmbio automático e uma nova versão topo de linha

Por Guilherme Fontana Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 18 dez 2021, 19h04 - Publicado em 16 dez 2021, 17h00

A Fiat Strada já recorreu a diversas inovações para buscar novos clientes, manter os antigos e, claro, permanecer na liderança. Entre elas estão as cabines estendida e dupla, três ou quatro portas, versão aventureira e sistemas de tração para uso em off-road leve.

Mais barato que gasolina! Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 6,90

Agora, a picape mais vendida do país tem mais um trunfo: depois da Chevy 500, ela é a primeira picape compacta moderna com câmbio automático. E essa não é a única novidade, já que a Strada também ganha uma nova versão topo de linha, a Ranch, até então restrita à Toro. A configuração estreia por R$ 116.990, mas, quem quiser economizar um pouco, pode levar a Volcano CVT, que sai por R$ 111.990.

Fiat Strada Ranch CVT
Dianteira é exatamente a mesma vista na Volcano (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Os diferenciais entre as duas configurações são puramente estéticos. Por fora, a Strada Ranch ganha retrovisores pintados de preto, uma plaqueta lateral com o nome da versão, assim como a estampa em baixo relevo na capota marítima, e novos logotipos. Veja a galeria de imagens com todos os detalhes no final desta matéria.

Compartilhe essa matéria via:
Fiat Strada Ranch CVT
Na traseira, o pequeno logo com a inscrição “AT” identifica a presença do câmbio automático na picape (Fernando Pires/Quatro Rodas)

As rodas de 15 polegadas com pneus 205/60 de uso misto são exclusivas, apesar da composição duvidosa entre desenho e acabamento. Os estribos laterais também são próprios da versão, mas dispensáveis, já que a Strada é uma picape baixa. Assim, os itens mais atrapalham e oferecem risco à limpeza das calças dos passageiros, do que ajudam.

Continua após a publicidade
Fiat Strada Ranch CVT
As maiores mudanças da Strada Ranch estão nas laterais, com rodas, estribos, retrovisores pretos e logo Ranch (Fernando Pires/Quatro Rodas)

A cabine tem mudanças mais expressivas e bem-vindas. O painel ganhou um aplique central marrom, além de detalhes em preto brilhante e o nome Ranch ao centro. Os bancos repetem as cores do painel e passam a ser revestidos com um material que imita couro, assim como no volante e no apoio central de braço. No geral, as novidades deram ares de muito mais capricho ao interior.

Fiat Strada Ranch CVT
Painel ganha apliques em marrom fosco e preto brilhante; o resultado é uma aparência de maior capricho (Fernando Pires/Quatro Rodas)

O pacote de equipamentos, porém, é o mesmo da Volcano automática. Entre os itens de série estão ar-condicionado analógico, controles de estabilidade e tração, quatro airbags, câmera de ré, sensores de estacionamento traseiros e sistema de tração TC+.

A central multimídia é a mesma com 7 polegadas e Android Auto e Apple CarPlay com conexão sem fio, que agora faz mais sentido, já que as versões Volcano e Ranch passam a ter carregador de celulares por indução. Apesar do bom pacote, fazem falta itens como piloto automático, partida do motor por botão e faróis automáticos, principalmente considerando o eficiente conjunto de leds da versão.

Fiat Strada Ranch CVT
Revestidos com material que imita couro em dois tons, os bancos ficaram bonitos e confortáveis (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Era o que faltava

Mais do que a aparência, a Strada automática quer oferecer mais conforto. Ela cumpre tão bem a proposta que resolve os principais problemas das manuais, como as incômodas relações curtas de marchas, o longo curso do pedal da embreagem e o giro alto do motor em velocidades mais elevadas.

Com o câmbio CVT, que simula sete marchas, nada disso existe. A transmissão busca sempre trabalhar em rotações mais baixas para ajudar no consumo de combustível e no conforto acústico da cabine. Além disso, o câmbio mostra um bom casamento com o motor 1.3, sem o famoso efeito-elástico, o que gera antipatia de alguns a este tipo de câmbio.

Continua após a publicidade
Fiat Strada Ranch CVT
Versões Volcano e Ranch agora têm carregador de celular por indução de série (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Vale dizer, porém, que o motor 1.3 chega com a mesma atualização já vista no Pulse: ele agora tem 98 cv de potência com gasolina e 107 cv com etanol, menos do que os 101/109 cv anteriores. O torque também diminuiu, para 13,2 kgfm e 13,7 kgfm, contra os 13,7/14,2 kgfm anteriores.

As reduções em conjunto com o câmbio, dão uma visível perda no desempenho. Em nossos testes, com gasolina, a Strada Ranch foi de 0 a 100 km/h em 14,8 segundos, contra os 13,1 s da Volcano manual. Já o consumo é destaque: as médias foram de 12,1 km/l na cidade e 17 km/l na rodovia.

Fiat Strada Ranch CVT
Caçamba da Strada com cabine dupla tem 844 litros (Fernando Pires/Quatro Rodas)

O que também diminuiu foi a capacidade de carga da versão Ranch, de 630 kg, enquanto a Volcano tem 650 kg. A dieta foi feita para compensar os 20 kg a mais da Ranch, mantendo assim o mesmo peso bruto de ambas. A diferença, além de pequena, não fará falta aos compradores, que usarão o modelo puramente para o dia-a-dia.

É possível que a Strada CVT ganhe mais espaço não apenas entre as picapes, mas também entre outros segmentos compactos. Isso porque, apesar do reduzido espaço interno, ela é cada vez mais um carro de passeio, com um bom espaço para bagagens e robustez muito acima da média de hatches e sedãs compactos.

Fiat Strada Ranch CVT
Câmbio automático é do tipo CVT, mas simula sete marchas (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Veredicto

Se você precisa da caçamba ou apenas gosta de picapes, mas não abre mão do conforto, a Strada CVT era o que faltava.

Continua após a publicidade

Galeria de fotos

Testes de desempenho

Aceleração
0 a 100 km/h: 14,8 s
0 a 1.000 m: 36,4 s – 143,6 km/h
Velocidade máxima: 161 km/h (dado de fábrica)

Retomadas
40 a 80 km/h: 6,2 s
60 a 100 km/h: 8,5 s
80 a 120 km/h: 11,9 s

Frenagens
60/80/120 km/h a 0: 13,5/24,1/57,2 m

Consumo
Urbano: 12,1 km/l
Rodoviário: 17 km/l

Ruído interno
Neutro/RPM máx.: 41,5/69,5 dBA
80/120 km/h: 65,7/73,8 dBA

Aferição
Velocidade real a 100 km/h: 99 km/h
Rotação do motor a 100 km/h em D: 2.000 rpm
Volante: 2,7 voltas

Seu bolso
Preço básico: R$ 116.990
Garantia: 3 anos

Continua após a publicidade

Ficha técnica

  • Motor: flex, dianteiro, transversal, 4 cil., 8V, 1.332 cm³, 98/107 cv a 6.000/6.250 rpm (gasolina/etanol), 13,2/13,7 kgfm a 4.250/4.000 rpm (g/e)
  • Câmbio: automático CVT, 7 marchas simuladas, tração dianteira
  • Direção: elétrica, 10,7 m (diâmetro de giro)
  • Suspensão: ind. McPherson (diant.), eixo rígido (tras.)
  • Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
  • Pneus: Pirelli Scorpion ATR 205/60 R15
  • Peso: 1.235 kg
  • Dimensões: comprimento, 448 cm; largura, 178,1 cm; altura, 157,6 cm; entre-eixos, 273,7 cm; caçamba, 844 litros; capacidade de carga, 630 kg

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

capa

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.