Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Divergência na convergência

Por Redação 25 nov 2010, 14h57

41630 km

Foi o editor Péricles Malheiros quem deu o alarme. Depois que voltou da Europamotors, onde ele ficou internado por uma queima de sensor de massa de ar, o Smart veio com a lateral traseira esquerda marcada na parte de plástico, como se alguém tivesse tentado arrancá-la com uma chave de fenda. E o pneu dianteiro direito estava bastante comprometido no lado interno, o que aponta claramente para algum problema de cambagem. Foi em busca da solução que notamos que o menor dos nossos carros estava desalinhado. Não deveria, uma vez que fizemos alinhamento com 21 657, 27 000 e 30 000 km, na Europamotors. Na Quadrelli, foram diagnosticados problemas na cambagem e na convergência do carro.

Antes de sanar essa falha, precisamos trocar o pneu dianteiro direito, cujos gomos internos já estavam abaixo do limite. O dianteiro esquerdo ainda está praticamente novo, depois que uma emenda de ponte causou uma bolha no pneu anterior, exigindo sua substituição. As dificuldades que enfrentamos foram quase as mesmas da troca anterior. Consultadas, nenhuma das concessionárias vende os pneus: elas os encomendam de lojas como a Colonial, indicada por uma das revendas, que cobra 660 reais a unidade. Como o pneu é Bridgestone, fomos direto à fonte e a suas lojas autorizadas. Descobrimos que a Pneus Albuquerque, em Pinheiros, vendia o mesmo pneu por 490 reais, valor que incluía a montagem.

Terminada a troca, levamos o carro à Europamotors para alinhar e verificar as marcas na parte plástica da carroceria. Sobre estas, a revenda disse que não se responsabilizava. Já o alinhamento vem de outra empresa, a TAG Pneus.

Continua após a publicidade

Com o carro alinhado “pela concessionária”, seguimos com todo o cuidado do mundo até a Quadrelli. Sem surpresa, constatamos que o problema de alinhamento continuava. Pedimos a correção. O assistente Eduardo Campilongo, ao trazer o ForTwo de volta, disse que se tratava quase de um novo carro, elogio reproduzido por todos que andaram nele até o fechamento desta edição. Tomara que os pneus parem de dar trabalho.

De grau em grau

Houve um tempo em que os manuais dos carros traziam os dados de geometria de suspensão. Isso ajudava quem queria um alinhamento correto. Entre os importados, como o Smart, esse velho costume poderia ser retomado. Enquanto isso não acontece, veja abaixo os valores de alinhamento do ForTwo:


Consumo

No mês (81% na cidade): Gasolina – 10,8 km/l

Desde set/09 (45,2% na cidade): Gasolina – 12 km/l

Continua após a publicidade

Publicidade