Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jeep confirma Commander com painel do Compass e acabamento exclusivo

Fabricante revelou imagens da versão topo de linha do novo SUV de sete lugares nacional

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 6 jul 2021, 14h05 - Publicado em 6 jul 2021, 13h31
Interior Jeep Commander
Reprodução/Jeep

A Jeep resolveu acabar com o segredo que mantinha sobre o interior do novo Jeep Commander, seu SUV de sete lugares nacional. As imagens, divulgadas em vídeo, confirmam o que já se sabia: o painel é o mesmo do Compass. Mas a fabricante tratou de decorar ele com acabamentos bem diferentes.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 

A Jeep trata o Commander como um “SUV Premium de grande porte” e dono de “interior sofisticado, exclusivo, muito espaçoso e cheio de tecnologia”. Para dar essa aura de sofisticação, trocou os materiais sintéticos do painel do Compass por suede marrom, enquanto os bancos combinam couro marrom com costuras exclusivas e suede.

Interior Jeep Commander
Reprodução/Jeep

O console central também recebeu couro marrom e costuras, além de apliques metalizados em tom de bronze, que também são vistos decorando partes do painel. Essa combinação seria da versão topo de linha Overland, antecipada por QUATRO RODAS. A inscrição “Jeep 1941” seria o indicativo de uma possível série especial alusiva aos 80 anos da Jeep, como há para Compass, Wrangler e Grand Cherokee.

commander
Reprodução/Jeep

A segunda e a terceira fileira de bancos repetem os mesmos acabamentos e é possível ver que a terceira fila tem encostos que podem ser rebatidos de forma independente. Quem sentar na segunda fileira poderá controlar a intensidade da ventilação das saídas de ar dedicadas e ainda terá tomada e portas USB.

  • As imagens confirmam a presença da central multimídia Uconnect 5 de 10,1 polegadas, do quadro de instrumentos digital de 10,25 polegadas e também a tração 4×4, com comando de acionamento da reduzida próximo da alavanca do câmbio.

    Interior Jeep Commander
    Reprodução/Jeep

    Desenvolvido no Brasil seguindo um conceito global, o Jeep Commander estreia ainda neste semestre e também será exportado para países latino-americanos a partir da fábrica de Goiana (PE).

    Jeep Commander
    Carro flagrado por leitor tinha acabamento menos nobre Thiago Arouche/Quatro Rodas

    Os motores do novo Jeep Commander

    O maior Jeep nacional estará disponível tanto com o novo motor 1.3 GSE Turbo de 185/180 cv e 27,5 kgfm de torque, com câmbio automático de seis marchas, quanto com o motor 2.0 Multijet turbodiesel, mas com chance de este surgir em uma versão mais forte.

    Continua após a publicidade
    Jeep Compass 2022 80 anos (14)
    Motor 1.3 GSE Turbo e câmbio automático de seis velocidades estarão nas configurações mais baratas divulgação/Quatro Rodas

    QUATRO RODAS descobriu que a opção flex já possui duas versões aprovadas, Limited e Overland. O consumo do SUV promete ser bem satisfatório, com rendimento na casa de 12,63 km/l (cidade/gasolina) e 15,44 km/l (estrada/gasolina).

    Já o motor diesel, além de receber sistema de tratamento de gases com Arla 32 (ureia), teria ganho de potência: saltaria dos 170 para mais de 200 cv e o torque, dos 37,5 para mais de 40 kgfm. Mesmo com mais potência, este motor seguiria aliado ao câmbio automático de nove marchas e à tração 4×4.

    Considerando os preços do novo Jeep Compass 2022, o Jeep Commander nacional teria preços entre os R$ 200.000 e R$ 260.000, e promete dar dor de cabeça tanto para os Caoa Chery Tiggo 8 e Volkswagen Tiguan quanto para o Toyota SW4.

    Como será o Jeep Commander?

    O Commander brasileiro, porém, usa a Small Wide dos outros carros fabricados em Pernambuco. Na verdade, seu ponto de partida foi o Jeep Compass, de quem aproveitará toda a estrutura até o fim das portas dianteiras.

    Jeep-Commander_Frente-azul_1-e1621289330258
    Projeção do novo Jeep Commander feita por QUATRO RODAS Renato Aspromonte/Quatro Rodas

    O entre-eixos será alongado em aproximadamente 15 cm a partir das portas traseiras, e o balanço traseiro também será maior para que sobre algum espaço no porta-malas quando a terceira fila estiver armada.

    A carroceria, porém, terá mudanças suficientes para garantir certa independência ao Commander. Na frente, os faróis full-led exclusivos, com apêndices cromados rentes ao capô, se destacam tanto quanto as luzes diurnas de led interligadas por uma barra cromada no para-choque. A grade, por sua vez, aposta em pequenos retângulos com efeito flutuante e em apliques cromados.

    Jeep Commander
    Commander é baseado no Compass, com entre-eixos e balanço traseiro aumentados Renato Aspromonte/Quatro Rodas

    A traseira também será bem distinta da do Compass. As lanternas estreitinhas e bem rentes ao pequeno vidro traseiro são inspiradas no novo Jeep Grand Cherokee L, mas a tampa do porta-malas será muito mais reta e a traseira, bastante quadrada.

    O vão da placa e a régua acima, bem horizontais, têm a missão de dar a impressão visual de que o carro é mais largo do que realmente é – afinal, terá o mesmo 1,82 m de largura (sem espelhos) do Compass.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa de QUATRO RODAS 746
    A edição 746 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade