Clique e assine por apenas 8,90/mês

Suzuki Jimny Sierra chega em 2019 com câmbio automático

Nova geração do jipinho chegará importada e conviverá com a geração de 20 anos atrás

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 8 nov 2018, 14h27 - Publicado em 7 nov 2018, 09h33
Nova geração do Jimny chegará importada ao Brasil Renato Pizzutto/Quatro Rodas

A grande novidade da Suzuki para o Salão do Automóvel é a nova geração do jipinho Jimny.

Batizado de Jimny Sierra, ele se destaca pelo design quadrado, mais bruto que a geração anterior – que estreou no Brasil há exatamente 20 anos.

Modelo deverá custar cerca de R$ 80.000 Renato Pizzutto/Quatro Rodas

A propósito, o antigo Jimny seguirá em produção no Brasil com o atual motor 1.3 a gasolina de 85 cv.

O Sierra chegará importado do Japão, sempre com motor 1.5 a gasolina de 108 cv .

O utilitário terá duas versões com câmbio automático no Brasil Renato Pizzutto/Quatro Rodas

Das três versões que serão vendidas no Brasil, duas terão câmbio automático, equipamento inédito no Jimny.

Lançamento do utilitário está marcado para a segunda metade de 2019 Renato Pizzutto/Quatro Rodas

Em boa parte dos mercados onde já é vendido o Jimny Sierra tem filas de espera que variam entre seis meses e um ano, dependendo da versão.

Nossa espera também será um pouco longa: seu lançamento será apenas no segundo semestre de 2019.

Continua após a publicidade
Geração anterior, que é feita no país, seguirá à venda Renato Pizzutto/Quatro Rodas

A Suzuki se limitou a dizer que o Jimny Sierra será aproximadamente 20% mais caro que o Jimny nacional. Hoje o Jimny parte dos R$ 67.490.

Podemos esperar por um preço inicial ao redor dos R$ 90.000 para a nova geração.

A Suzuki antecipa que a nova geração virá com central multimídia de sete polegadas com alto-falantes JBL e ar-condicionado automático.

S-Cross ganhou teto solar panorâmico Renato Pizzutto/Quatro Rodas

Outras novidades são a estreia de teto solar e faróis de led para o crossover S-Cross.

Vitara recebeu uma pequena reestilização no Salão Renato Pizzutto/Quatro Rodas

Para o Vitara, a novidade é uma leve reestilização, que inclui novo para-choque dianteiro e nova grade, cujo desenho varia de acordo com a versão.

O SUV também ganha faróis de led, novas rodas aro 17, teto solar panorâmico e novas lanternas de led.

Já os motores são os mesmos: 1.6 aspirado de 126 cv e 1.4 turbo de 146 cv, neste caso sempre com tração integral.

Utilitário também ganhou novos equipamentos de série Renato Pizzutto/Quatro Rodas
Continua após a publicidade
Publicidade