Clique e assine por apenas 8,90/mês

Wards escolhe os carros com as melhores interfaces para o usuário

Eleição destaca facilidade de uso dos dispositivos e sistemas a bordo dos automóveis

Por Redação - Atualizado em 27 fev 2017, 23h11 - Publicado em 15 set 2016, 20h59

Mercedes-Benz Classe E

Depois das já famosas eleições dos 10 melhores motores e 10 melhores projetos de interior de automóveis, a organização americana Wards Auto deu início a um novo ranking, dessa vez para elencar os veículos que oferecem a melhor experiência para o usuário.

Oriundo do mundo digital e geralmente relacionado a sites, o termo (em inglês, user experience, ou UX) se refere à facilidade de uso dos sistemas oferecidos para o motorista, evitando que ele se distraia ou mesmo se fruste por não conseguir fazer o que deseja.

Atenção especial foi dada aos auxílios ao motorista e comandos via touchscreen e voz, além da integração com smartphones. No caso de comandos físicos, também teve relevância a sensação de toque proporcionada pelos materiais.

Confira a seguir os vencedores. A lista se refere aos modelos disponíveis no mercado americano, mas alguns também podem (ou poderão, como no caso da Chrysler Pacifica) ser encontrados no Brasil.

Audi Q7

Audi Q7 3

Vários aspectos do SUV top de linha da Audi foram destacados pela Wards: o excelente sistema de som da Bose, a inteligência do piloto automático adaptativo (que funciona conectado ao GPS, reduzindo a velocidade automaticamente quando uma curva se aproxima), o Virtual Cockpit (onde o painel de instrumentos é composto por uma tela 100% digital e configurável, de alta definição), a conexão WiFi e o sistema de pareamento com celulares.

Continua após a publicidade

Tudo isso está integrado de maneira bastante intuitiva, ao alcance de poucos comandos do sistema de interface MMI, hoje bem maduro e simplificado – repare na foto acima que, apesar da infinidade de tecnologias, o visual da cabine é bem limpo, sem profusão de teclas e botões.

BMW Série 7

BMW série 7

Jeremy Clarkson pode até ter reclamado da profusão (na sua opinião, exagerada) de mimos do novo Série 7, mas o pessoal da Wards – e nós da QUATRO RODAS também – ficou realmente impressionado com o carro-chefe da BMW em termos de tecnologia e conveniência.

Os destaques foram a facilidade na conexão com ceululares e dispositivos de música e os tablets oferecidos para os passageiros, com os quais é possível controlar o som, a iluminação do ambiente, os aromas (!), ajustes dos bancos e massagens.

E mesmo se você estiver longe do carro, um app permite ver sua localização e o mapa das proximidades, o controle da temperatura interna e até a quantidade de gasolina no tanque.

Chrysler Pacifica

Chrysler Pacifica

Continua após a publicidade

Prestes a chegar ao Brasil (deve ser lançada durante o Salão do Automóvel), a minivan Pacifica foi considerada o veículo ideal para adultos e crianças. Tem nada menos que sete entradas USB – ou seja, dá para recarregar os celulares e tablets de todos a bordo – e até um aspirador de pó acondicionado num compartimento no interior.

O sistema de rebatimentos dos bancos é elétrico, assim como a abertura das portas. Para os passageiros da segunda e terceira fileiras, há dois tablets de grandes proporções repletos de jogos e filmes para manter a criançada entretida, com direito a controle remoto e fones de ouvido sem fio.

Ford Escape

Ford Escape

O SUV da Ford foi considerado ótimo na relação custo-benefício. Por US$ 36.000, já vem com piloto automático, auxílios de estacionamento e mudança de faixa, integração com Apple CarPlay e Android Auto, central de infotainment Sync com tela de 8 polegadas e um mecanismo eletrônico de abertura do porta-malas cada vez mais comum, onde basta passar o pé por debaixo do para-choque (com a chave no bolso, claro), algo bem útil na volta das compras.

GMC Acadia

GMC Acadia

A avaliação do SUV da GM foi parecida com a do Escape, descrita acima. Como diferenciais, ele traz roteador WiFi de acesso fácil, comandos touchscreen e de voz que funcionam sem dramas e uma integração com informações da previsão do tempo que são exibidas assim que o motorista escolhe seu destino no GPS.

Continua após a publicidade

Honda Ridgeline

Honda Ridgeline

Como fiéis e intensos usuários de picapes, os americanos acharam uma ótima surpresa o sistema de alto-falantes na caçamba da nova picape média da Honda – algo útil tanto em piqueniques quanto para se comunicar com o veículo atrás, em caso de reboque (ou mesmo para mandar alguma mensagem para o motorista que estiver seguindo a Ridgeline.

Os sistemas de auxílio à direção também foram elogiados pela facilidade de uso e eficácia, dispensando os irritantes bipes e alarmes sonoros que acabam acordando todos a bordo.

Hyundai Elantra

Hyundai Elantra

Outro exemplo de carro que, nos EUA, é considerado de entrada, o Elantra oferece piloto automático e auxílios à direção de nível geralmente encontrado apenas em modelos mais caros, como no caso do detectos de pedestres com frenagem automática.

Os faróis adaptativos também receberam elogios, assim como o pareamento com smartphones e o Clari-Fi, uma tecnologia de software que restaura a qualidade dos arquivos digitais de música que foram comprimidos (como MP3 e AAC).

Continua após a publicidade

Infiniti Q50

Infiniti Q50

Um dos itens destacados pela Wards no sedã de luxo Q50 já pode ser visto no Brasil: é o sistema de câmeras com cobertura de 360°, presente no Nissan Kicks vendido por aqui (a Infiniti é a divisão de luxo da Nissan).

No console central, o Q50 possui não uma, mas duas telas touchscreen de grandes proporções. Pode parecer um exagero, mas funciona – enquanto uma tela exibe os mapas de navegação, a outra pode mostrar imagens das câmeras, menus de configuração, informações de mídia, etc…

Lexus RX

Lexus RX

O SUV de luxo da Lexus conseguiu inovar ao integrar um pequeno joystick na ponta do descança-braços – segundo os caras da Wards, bastam alguns minutos para seu uso se tornar bem intuitivo no acesso a menus, mapas e outras informações exibidas nas telas do painel de instrumentos e do console central.

O head-up display que projeta dados no para-brisa à frente do motorista também foi elogiado, com fácil visualização tanto de dia quanto de noite. E os sistemas de auxílio à direção (piloto automático adaptativo e sensor de mudança de faixa) foram considerados suaves e seguros.

Continua após a publicidade

Mercedes-Benz Classe E

Mercedes-Benz Classe E

O mais tecnológico dos Mercedes atuais é um dos primeiros automóveis realmente capazes de certos atos autônomos. Além de estacionar, ele pode trocar de faixa, esterçar, frear e acelerar em meio ao tráfego, sem precisar da intervenção do motorista – e sem assustá-lo!

Tem também carregador de celular sem fio, botões táteis no volante, uma impressionante dupla de telas de alta definição que ocupa todo o painel e até um sistema de troca de dados com outros automóveis e semáforos, para aprimorar a navegação.

Publicidade