Clique e assine por apenas 8,90/mês

VW Tarek terá nome e visual exclusivos para peitar o Compass no Brasil

Além de nome próprio, SUV médio terá design mais agressivo e equipamentos exclusivos para a América do Sul

Por Paulo Campo Grande - Atualizado em 5 dez 2019, 08h00 - Publicado em 5 dez 2019, 07h00
Rival do Jeep Compass terá nome e design específico para o nosso mercado Divulgação/Volkswagen

Nem Tarek, nem Tharu. O SUV médio que a VW se prepara para lançar no início de 2021, terá um nome inédito que ainda não foi definido.

Por enquanto, esse SUV que entra no segmento do Jeep Compass, é tratado internamente na fábrica como Projeto Tarek. Até o lançamento, a VW vai levantar alternativas de nomes e avaliá-las em pesquisas com consumidores.

Foi esse método que a empresa usou para batizar o SUV cupê Nivus, que chega em meados de 2020. Nivus não tem significado específico, segundo a VW.

SUV será produzido na Argentina e tem lançamento previsto para o início de 2021 Divulgação/Volkswagen

Uma pesquisa no Google, porém, revela que Nivus é o nome de uma empresa alemã de sistemas de medição e tratamento de água; de um personagem de jogos eletrônicos (Nivus é um mágico do reino de Rush Wiki); e em estoniano (língua da Estonia, país do norte da Europa) nivus significa virilha.

Mais importante que o nome, porém, são as mudanças que o Projeto Tarek receberá no design que será específico para os mercados da América Latina, com exceção do México.

Segundo o presidente da VW, Pablo Di Si, o SUV manterá o DNA da marca, mas com um tempero mais latino. Assim como acontecerá com o ainda inédito Nivus.

Ainda inédito, Nivus foi desenvolvido no Brasil Reprodução/Volkswagen

Durante um encontro com a imprensa, em que apresentou os resultados da empresa em 2019, Di Si revelou que o Nivus terá um visual com linhas mais marcantes e agressivas que seus pares Polo, Virtus e T-Cross.

Continua após a publicidade

Ele conta que todos esses modelos contêm mudanças feitas para adaptar o estilo ao gosto dos mercados da região (Brasil e Argentina, principalmente). Mas que o Nivus e o Projeto Tarek serão mais ousados.

“No começo, os designers brasileiros fizeram pequenas mudanças no Polo e no Virtus, depois, eles avançaram um pouco mais no T-Cross e se sentiram seguros para propor inovações ainda maiores agora”, afirmou Di Si.

Segundo o executivo, o Projeto Tarek terá design próprio por fora e por dentro, incluindo equipamentos específicos para os países da região.

O Projeto Tarek é um dos 20 lançamentos que a VW projetou até o final de 2020. Os mais recentes, Polo GTS, Virtus GTS e Nivus somam, 17.

Dos três que faltam, um é o Projeto Tarek, que vai atrasar, e os outros dois ainda são desconhecidos.

A VW trabalha no desenvolvimento da picape Tarok e também em um SUV derivado do Polo, conhecido como Projeto A0 SUV. Mas esses dois ainda demoram.

T-Cross feito no Brasil tem distância entre-eixos 8,5 cm mais longo que o europeu Divulgação/Volkswagen

O Projeto Tarek será posicionado no mercado acima do T-Cross e abaixo do Tiguan AllSpace. Mais precisamente, no lugar que seria ocupado pelo Tiguan de cinco lugares, se ele fosse vendido em nosso mercado.

O Projeto Tarek terá motor 1.4 TFSI de 150 cv e câmbio automático de seis marchas.

Continua após a publicidade
Publicidade