Clique e assine por apenas 8,90/mês

Volkswagen Cross Sport: um SUV maior que o SW4 com base de Polo

Nova versão do Atlas será fabricada nos Estados Unidos em 2019 para ser uma alternativa mais barata ao Touareg

Por Rodrigo Ribeiro - Atualizado em 27 mar 2018, 19h13 - Publicado em 27 mar 2018, 19h01
O Cross Sport herda boa parte do estilo e conjunto mecânico do Atlas Divulgação/Volkswagen

Quando a Volkswagen afirma que a plataforma modular MQB é versátil, não é papo de publicitário. O mais novo modelo desenvolvido sobre a base, usada em modelos tão distintos como Polo e Passat, é o novo Atlas Cross Sport.

O SUV será apresentado no Salão de Nova York, que abre ao público no próximo dia 30. O Cross Sport foi revelado na forma de conceito, mas seu visual está bem próximo da versão de produção.

O Cross Sport adota uma silhueta mais fluida, com coluna C inclinada, similar à do Golf Divulgação/Volkswagen

A Volkswagen confirmou que o modelo será fabricado em 2019 no Tennessee, junto da versão norte-americana do Passat e do Atlas, do qual é derivado.

O Cross Sport de produção terá faróis mais simples e opções de rodas menores, mas carroceria retilínea continuará Divulgação/Volkswagen

Ao contrário do Atlas, o Cross Sport leva somente cinco passageiros. Seu tamanho, no entanto, é de SUV grande para os padrões brasileiros: 4,87 m de comprimento, 1,74 m de altura e 2,03 m de largura. Como referência, o enorme Toyota SW4 tem 4,79 m, 1,83 m e 1,85 m, respectivamente.

Continua após a publicidade

Elétrico e mais elétrico

Cabine usa três telas de LCD, sendo uma apenas para o quadro de instrumentos, como no novo Golf Divulgação/Volkswagen

Por enquanto a Volkswagen revelou duas versões do Cross Sport, ambas híbridas e equipadas com motor V6 3.6 de 280 cv auxiliado por dois motores elétricos, um em cada eixo, de 54 cv (dianteira) e 114 cv (traseira).

O controle do câmbio é feito por uma alavanca do tipo joystick, como nos BMW e Audi Divulgação

A diferença está na bateria, que tem maior capacidade na versão plug-in, recarregável na tomada. O Atras Cross Sport PHEV usa um acumulador de 18 kWh, ante os 2 kWh da variante híbrida convencional.

O uso de dois motores elétricos permitiu ao Cross Sport ter tração integral sem precisar de cardã Divulgação/Volkswagen

A vantagem de usar motores nos dois eixos dá ao modelo a capacidade de tração integral sem a necessidade de um cardã, o que permite um maior aproveitamento do espaço interno.

Caso seja oferecido no Brasil, o Atlas Cross Sport se posicionaria no segmento acima de R$ 300 mil Divulgação/Volkswagen

O interior tem linhas mais ousadas, típicas de conceito. Mas a alavanca de câmbio no formato de joystick – que retorna à posição original após a marcha desejada ser selecionada – e o painel digital estarão presentes na versão definitiva do Atlas Cross Sport.

Continua após a publicidade

Em um primeiro momento o Atlas Cross Sport será vendido prioritariamente na América do Norte e Ásia. O modelo, porém, pode ser oferecido por aqui por ser um alternativa mais barata ao novo Touareg.

Publicidade