Clique e assine por apenas 8,90/mês

Vazam imagens do novo Renault Captur, que terá visual inspirado no Arkana

Primeiras imagens da segunda geração do modelo na Europa aparecem na internet. Brasil deve seguir mudanças, mas sem alterar plataforma

Por Rodrigo Ribeiro - Atualizado em 13 jun 2019, 16h52 - Publicado em 13 jun 2019, 16h49
A imagem de baixa resolução antecipa o mudança visual completa do Captur Reprodução/Internet

A Renault não é juiz nem promotor, mas segredos da marca francesa acabaram de vazar na internet. Mas, ao invés de conversas comprometedoras, o que foi divulgado é a primeira imagem do novo Captur.

O modelo chega à sua segunda geração com um leque de novidades promissor. Segundo o site francês Auto Moto, o Captur ficará maior e terá as inéditas opções de híbrido recarregável na tomada (plug-in) e turbodiesel com híbrido parcial.

A traseira ganhou linhas mais ousadas em relação ao modelo atual Reprodução/Internet

O aumento das medidas (que devem chegar a 4,20 m de comprimento) foi possível pela adoção da plataforma modular CMF-B. O porta-malas também será ampliado e pode chegar a 536 litros, segundo o mesmo site.

A dianteira bebeu da mesma fonte dos novos Clio e Mégane, com faróis de linhas incomuns e uma extensão na parte inferior. Tal solução também foi aplicada ao SUV-cupê Arkana.

Continua após a publicidade

A traseira ficou menos conservadora, com lanternas bipartidas e afiladas na parte superior.

Brasileiro e esticado

O Captur brasileiro chegou com o visual reestilizado que foi aplicado no modelo europeu meses após seu lançamento Divulgação/Renault

O Captur vendido por aqui chegou três anos após a estreia do irmão europeu, e possui identidade própria — que chegou a ser usada no facelift do SUV francês.

Além de diferenças visuais, o utilitário fabricado em São José dos Pinhais (PR) usa a mesma plataforma B0 do Duster. O motivo é que essa arquitetura, derivada da usada em Logan e Sandero, é mais barata e permitiu que nosso Captur fosse maior.

O novo Clio foi uma das referências para o Captur Divulgação/Renault

Por conta disso são remotas as possibilidades do modelo nacional adotar a mesma base modular do novo Captur europeu.

Continua após a publicidade

O caminho natural é que a versão local ganhe em sua primeira reestilização (prevista para 2021) um design inspirado na versão europeia, porém mantendo a base Dacia.

A versão híbrida plug-in também não deve atracar do lado de cá do Oceano. Mais provável é que o novo Captur brasileiro use o 1.3 turbo de 152 cv. O propulsor irá estrear no Brasil em 2020 no inédito Arkana.

Vai ter desconto?

O novo Zoe reestilizado adotou mudanças mais discretas no visual Reprodução/Internet

Recém-lançado no Brasil, o Zoe também foi alvo de vazamentos, com imagens da versão reestilizada sem nenhuma camuflagem circulando nas redes sociais.

Não há muitos detalhes sobre mudanças no conjunto mecânico, mas rumores indicam que a autonomia deverá chegar a 400 km e o modelo será adequado para sistema de recarga rápida de 100 kWh.

Continua após a publicidade

Por ser importado, a estreia do novo Zoe por aqui deverá ocorrer poucos meses após a chegada do modelo europeu. O lançamento do elétrico na Europa está previsto para as próximas semanas.

Publicidade