Toyota vai demitir 840 e encerrar turno na fábrica de Yaris e Etios

Fabricante justifica medida com a forte queda nas exportações para a Argentina. Sindicato local é pego de surpresa com decisão

Linha de montagem do Toyota Etios em Sorocaba (SP)

Linha de montagem do Toyota Etios em Sorocaba (SP) (Divulgação/Toyota)

A Toyota deu início nesta semana a uma estratégia para enxugar as operações nas fábricas de Sorocaba e Porto Feliz (SP). Na primeira unidade são produzidas as famílias de compactos Yaris e Etios; na segunda, os motores 1.3 e 1.5 que equipam os modelos.

Trezentos e quarenta funcionários já foram demitidos e outros 500 não terão seus contratos renovados até 5 de agosto, quando o terceiro turno de trabalho será encerrado nos dois complexos.

A empresa justificou a medida com a forte queda nas vendas para a Argentina. O país vizinho é responsável por 93% da demanda de veículos fabricados para exportação, que por sua vez representam 30% da produção em Sorocaba.

Marca queria fabricar 160 mil carros em Sorocaba este ano, mas vai fazer só 125 mil

Marca queria fabricar 160 mil carros em Sorocaba este ano, mas vai fazer só 125 mil (Divulgação/Toyota)

Segundo o portal G1, as demissões estão ocorrendo de duas formas: plano de demissão voluntária (PDV) para funcionários efetivos e não renovação de contratos temporários ligados ao terceiro turno.

O terceiro turno em ambas as fábricas fora aberto em maio do ano passado, pouco antes do lançamento da dupla de compactos premium Yaris e Yaris Sedan. À época, 870 novos empregados haviam sido contratados.

A expectativa para 2019 é que Sorocaba produzisse 160 mil unidades das famílias Yaris e Etios em 2019. Porém, com a forte crise argentina, a previsão caiu para 141 mil, depois 136 mil e, finalmente, para os mesmos 125 mil exemplares já atingidos no ano passado.

Daí o encerramento do turno extra e a dispensa de praticamente 100% dos colaboradores que ingressaram 13 meses antes.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba (SMetal) emitiu um comunicado no qual demonstrou ter sido pego surpresa com a decisão tomada “de forma unilateral”.

Por isso, de acordo com o sindicato, está cancelada uma pauta de revisão de benefícios aos trabalhadores dos dois complexos, proposta pela Toyota há cerca de um mês e que consiste em 18 pontos, incluindo reajuste salarial.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s