Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Teste de Produto: carregador ressuscita bateria sem apelar para a chupeta

Um carregador portátil bivolt pode salvar o motorista surpreendido ao encontrar a bateria do carro arriada

Por Fernando Garcia
Atualizado em 28 abr 2020, 07h00 - Publicado em 28 abr 2020, 07h00
(Paulo Bau/Quatro Rodas)

Você está atrasado para ir trabalhar e, do nada, a bateria do seu carro não dá sinal de vida. Para que isso não se repita, a ajuda pode vir do carregador 12 V da Luxcar. Mas o que ele tem de diferente dos demais carregadores portáteis?

Ele é bivolt (127/220 V), pode ser usado na tomada da sua casa ou trabalho, pode ser acondicionado em qualquer nicho do automóvel e conta com a segurança de proteção contra curtos e inversão de polos através de leds indicativos.

O que nos intrigou é como um aparelhinho que trabalha com um 1 ampère (A) por hora consegue “dar vida” a uma bateria.

Foi o que fomos checar junto a dois especialistas, a técnica Érika Santos, da Elite Baterias, e o eletricista André Carneiro, do autoelétrico que leva seu nome.

Mas é importante frisar que o equipamento só carrega com tensões acima de 9 V e, antes do uso, deve-se desconectar o cabo negativo do polo para evitar panes no sistema elétrico.

Continua após a publicidade

A especialista Érika separou quatro exemplares com tensões médias iniciais de 11,40 V, e, após seguir as recomendações e com o tempo médio de 12 horas, o led 1 acendeu na cor verde, indicando carga completa (13,28 V), medido com um testador de bateria da loja.

“É possível que o carro volte a dar partida em menos de meia hora, tal como descrito na embalagem, mas, dificilmente, vai carregar em 100%”, explica.

Para a equipe da André Carneiro Auto Elétrica, que dispôs de uma unidade com carga baixa de 11,72 V, o mesmo tempo médio gasto por Érika foi suficiente para uma recarga total (12,10 V).

“Nesse intervalo, notei que o dispositivo esquentou, então, por precaução, interrompi o teste até ele esfriar para dar continuidade. Pode ser que carregue em menos tempo, ou em até 30 minutos, mas tudo vai depender das condições.”

Continua após a publicidade

Os especialistas são unânimes em afirmar que é necessário ter cuidado e bom senso na hora de usar o equipamento para não instalar acessórios que aumentem o consumo, ou de deixar a bateria descarregar totalmente para depois usar o carregador.

Vendido no mercado por R$ 129, o único ponto negativo é o tamanho do cabo (com extensão de 1,20 m), que dificilmente alcançará uma tomada com corrente de apenas 1 Ah.

Avaliação

(Paulo Bau/Quatro Rodas)

Cumpre o que promete? Sim
Nota: 7,5
Comentário: o carregador da Luxcar bivolt é compacto, fácil de usar e ainda tem aviso de polaridade invertida e corte eletrônico de energia quando carregada.
Preço: R$ 129
Compra: luxcar.com.br.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.