Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Chinês Cybertank mistura Classe G com Bronco mais um interior escandaloso

Com muita exuberância, utilitário Cybertank estreia nova marca da Great Wall, dedicada a SUVs de luxo

Por Eduardo Passos Atualizado em 16 abr 2021, 09h22 - Publicado em 16 abr 2021, 09h12
Há quem chame de plágio, há quem chame de homenagem...
Há quem chame de plágio, há quem chame de homenagem… Divulgação/Tank

Ser uma das maiores fabricantes de carros da China definitivamente não é pouco. Mas a Great Wall segue em expansão e apresentou mais uma marca sob seu escopo, voltada exclusivamente para SUVs.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Batizada de Tank, a divisão já teve seu primeiro modelo revelado e foi difícil prestar atenção em algo além de sua cabine, que desafia as explicações em palavras.

O novo SUV se trata do Cybertank, prestes a ser exibido por completo no Salão de Xangai, ainda em abril. O modelo, porém, não é exatamente inédito, mas uma versão aprimorada do Tank 300, pertence a outra marca da Great Wall, a Wey.

Cybertank é versão especial do Tank 300, até agora vendido sob a marca Wey
Cybertank é versão especial do já vendido Tank 300 Divulgação/Tank

Fazendo jus ao nome, o Cybertank abusa de leds na iluminação, traz tomada de ar no capô e faróis no teto. O estepe fica na tampa traseira, dentro de caixa bem desenhada e que lembra embalagens de smartphones.

  • Compartimento do estepe é de bom gosto, assim como as lanternas
    Compartimento do estepe é de bom gosto, assim como as lanternas Divulgação/Tank

    A carroceria, por outro lado, evoca um dejà vu muito provavelmente causado pela semelhança com o Mercedes-Benz Classe G. A dianteira repete tal sensação, mas dessa vez lembrando o novo Ford Bronco, com faróis redondos ligados por uma barra de leds longitudinal de uma ponta à outra da grade.

    Corpinho de Mercedes, rostinho de Ford Bronco
    Corpinho de Mercedes, rostinho de Ford Bronco Divulgação/Tank

    Todos esses aspectos, entretanto, são completamente ofuscados (quase literalmente) pelo interior do utilitário, que parece ter saído de uma nave espacial interceptada no espaço aéreo chinês.

    Discreto não é, mas ninguém prometeu isso
    Discreto não é, mas ninguém prometeu isso Divulgação/Tank

    Chama logo atenção que tudo na cabine é branco ou cromado, com exceção das molduras de portas e das telas quando desligadas, além de costuras em tons de amarelo.

    Continua após a publicidade
    Se você gosta da estética cyberpunk o interior do SUV irá te agradar
    Se você gosta da estética cyberpunk o interior do SUV irá te agradar Divulgação/Tank

    O painel, mais uma vez, parece inspirado no Classe G; seja pela junção do painel de instrumentos digital com a central multimídia em uma grande moldura ou pelo formato das saídas de ar.

    A Tesla prepara a Cybertruck enquanto a Tank lança o Cybertank. Coincidências à parte, ambas possuem emblema em forma de letra T estilizada
    A Tesla prepara a Cybertruck enquanto a Tank lança o Cybertank. Coincidências à parte, ambas possuem emblema em forma de letra T estilizada Divulgação/Tank

    Completando a festa, há assinatura visual que reflete nas peças cromadas, criando o ambiente perfeito para uma casa noturna ou um cenário de ficção científica. Para um SUV, entretanto, não existe consenso.

    "Telão" une central multimídia e cluster de instrumentas dentro da mesma moldura
    “Telão” une central multimídia e cluster de instrumentas dentro da mesma moldura Divulgação/Tank

    Em termos de desempenho, o Cybertank decepciona, usando o mesmo 2.0 do Tank 300 original. O motor oferece 230 cv de potência e 39,4 kgfm de torque. A transmissão é automática, com oito velocidades.

    Câmbio se parece com manetes de aceleração de aeronaves
    Alavanca de câmbio se parece com manetes de aceleração de aeronaves Divulgação/Tank

    Há controvérsias sobre a real intenção da Great Wall com seu exuberante Cybertank, mas a mídia chinesa aposta que o modelo será vendido em série limitada. Essas dúvidas, entretanto, serão respondidas apenas durante a exposição de Xangai.

    A certeza que temos é de que a Tank já vem desenvolvendo cinco modelos simultaneamente, com pressa para lançá-los. O principal deles será um SUV com 5,2 m de comprimento e motor longitudinal V6 3.0 turbo a gasolina, com 354 cv de potência e 32,6 kgfm de torque.

    Couro branco até no amplo porta-malas
    Couro branco até no amplo porta-malas Divulgação/Tank

    Também haverá opções híbridas e a companhia frisa que sua nova transmissão automática é preparada para até 76,4 kgfm. Grande como esse momento é a previsão de vendas da Tank: 500 mil unidades por ano dentro de meia década, incluindo exportações.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    CAPA 743

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade