Clique e assine com até 75% de desconto

Spirit of Ecstasy luminoso da Rolls-Royce foi proibido na Europa

Novas regras de trânsito da UE baniram acessórios iluminados no capô para combater a poluição luminosa

Por Gabriel Monteiro 13 out 2020, 15h23
Divulgação/Rolls-Royce

A versão luminosa do mascote da fabricante inglesa Rolls-Royce, o icônico “Spirit of Ecstasy”, foi banida da União Europeia por novas regras de trânsito que buscam combater a poluição luminosa.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 8.90

A resolução proibiu itens iluminados no capô e afetou diretamente a versão da estatueta, que já foi retirada do mercado.

O opcional luminoso custava 3.500 libras, cerca de R$25.200 em conversão direta, e era oferecido pela montadora para todos os seus modelos desde 2016.

Reprodução/Internet

No site da Rolls-Royce, ela ainda é apresentada como uma opção, mas com um aviso de restrição de mercado e preço apenas sob consulta.

  • O jornal britânico Daily Mail entrou em contato com o porta-voz da fabricante . Ele acalmou os proprietários anunciando o reembolso total do valor investido na “Flying Lady” brilhante e a substituição da estatueta por outro modelo disponível.

    Reprodução/Internet

    O Spirit of Ecstasy estampa os capôs dos carros da Rolls-Royce há um século e sua versão luminosa pode se tornar um item de colecionador pela janela criada pela legislação europeia.

    O Reino Unido, mesmo em processo de saída da UE, também adotou a regulação sobre poluição luminosa e proibiu os itens de capô.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Quatro Rodas

    Quatro Rodas 737 60 anos
    Clique e Assine
    Continua após a publicidade
    Publicidade