Clique e assine por apenas 8,90/mês

Compre este motor Rolls-Royce V12 de 3.550 cv pelo preço de um Tracker

Motor de aeronave da Segunda Guerra Mundial está à venda pelo preço de um Chevrolet Tracker topo de linha

Por Guilherme Silva - 21 abr 2020, 07h00
Motor Rolls-Royce-Griffon: 37 litros de capacidade cúbica para empurrar aviões britânicos contra os nazistas Sildrome/Divulgação

Quem gosta de carros e motores pode passar horas na frente do computador (ou segurando o celular) pesquisando em diversos sites os anúncios de veículos antigos e raros ou até peças difíceis de encontrar no mercado.

Entre as muitas raridades, o anúncio de um item peculiar à venda no eBay tem chamado a atenção.

Um motor aeronáutico Rolls-Royce Griffon V12 desenvolvido há 80 anos está anunciado no Reino Unido por apenas 25 libras esterlinas (cerca de R$ 165 na cotação atual).

O vendedor explica que esse é apenas o valor da foto do motor.

Continua após a publicidade

O preço real pedido pelo anunciante é de 17 mil libras (pouco mais de R$ 112.000, em conversão direta), embora ele diga que está aberto a negociar diferentes propostas com interessados.

Novo Tracker Premier cobra justinho os R$ 112.000 pedidos pelo motorzão Christian Castanho/Quatro Rodas

Para efeito de comparação, com o valor pedido pelo antigo motor de avião é possível comprar no Brasil um Chevrolet Tracker Premier 1.2 turbo automático zero-quilômetro, que custa exatamente R$ 112.000.

O Griffon é um enorme V12 de 37 litros de capacidade cúbica e 900 kg de peso que a Rolls-Royce começou a desenvolver em 1938.

Griffon foi usado pelos caças Spitfire durante a II Guerra Mundial Sildrome/Divulgação

O projeto teve de ser paralisado para priorizar a produção em massa do Merlin V12 de 27 litros, que equipava o caça Spitfire usado pela Força Aérea Real na defesa do território britânico contra os nazistas durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Continua após a publicidade

A produção do Griffon só teve início no começo da década de 1940, quando a Rolls-Royce provou que era possível aplicá-lo numa versão modificada do Spitfire.

Com o motor maior e mais moderno que o antigo Merlin, a aeronave teve um aumento significativo de potência.

Artigo de jornal do fim dos anos 30 explica o funcionamento do mastodôntico V12, munido de compressor mecânico Silodrome/Reprodução

Enquanto a versão mais potente do Merlin entregava cerca de 1.600 cv, o Griffon passava dos 2.220 cv. Mas a potência do V12 pode chegar aos 3.550 cv com alterações voltadas às aeronaves de competições aéreas ou em tratores de provas de tração.

O Rolls-Royce Griffon teve pouco mais de 8.000 unidades fabricadas até 1955, período em que foi aplicado nos caças Supermarine Spitfire e Spiteful, no caça-bombardeiro bimotor Bristol Beaufighter e até no patrulheiro marítimo quadrimotor Avro Shackleton.

Continua após a publicidade

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de abril da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Publicidade