Segredo: os planos da Toyota para Etios, Yaris e Corolla no país

Em versões sedã e hatch, o novo Yaris chega ao Brasil em 2018 com preços entre Etios e Corolla, que também mudam nos próximos anos

Estilo segue o dos lançamentos mais recentes da Toyota Estilo segue o dos lançamentos mais recentes da Toyota

Estilo segue o dos lançamentos mais recentes da Toyota (divulgação/Toyota)

A Toyota apresentou na Tailândia, em agosto, o novo Yaris Ativ, modelo que será fabricado no Brasil, a partir do ano que vem (no segundo semestre).

O Yaris Ativ é uma variação do Yaris, um compacto que em 2013, na terceira geração, passou a ter duas versões: “Internacional” e “Asia”.

O Yaris Ativ é o sucessor dessa versão Asia desenvolvida para mercados emergentes – que, em geral, são menos exigentes em termos de equipamentos (conforto e segurança).

A versão tailandesa tem apenas carroceria sedã. Mas, por aqui, haverá sedã e hatch. A motorização também muda, em relação à versão estrangeira.

Na Tailândia, ele vem com ESP, ar-condicionado digital e lanternas de led Na Tailândia, ele vem com ESP, ar-condicionado digital e lanternas de led

Na Tailândia, ele vem com ESP, ar-condicionado digital e lanternas de led (divulgação/Toyota)

Lá fora, o Ativ vem com motor 1.2 de 86 cv e transmissão CVT. No Brasil, a rede de concessionários Toyota dá como certo o motor 1.8 de 144 cv do Corolla. Mas o 1.5 de 107 cv do Etios não está descartado. Sempre com duas opções de câmbio: manual e automático.

A razão para isso é o posicionamento do carro em nosso mercado. Enquanto na Tailândia o Yaris Ativ é um modelo de entrada, no Brasil, esse papel cabe ao Etios.

O interior pode ter painel de instrumentos com LCD, sistema multimídia e partida por botão

O interior pode ter painel de instrumentos com LCD, sistema multimídia e partida por botão (Divulgação/Toyota)

Assim, o Ativ ficará posicionado entre o Etios e o Corolla, na faixa de preço entre R$ 60.000 e R$ 80.000 (na versão sedã, ele tem o porte de um Honda City).

Para isso, até lá as linhas de Etios e Corolla seriam remanejadas, com a perda das versões mais caras do primeiro e das mais simples do segundo. Veja esses e outros planos da Toyota abaixo:

Corolla
Ele perde a versão de entrada, 1.8 GLi (forte nas vendas a PCD, com bancos de tecido), no final deste ano. Em 2019, chega à nova geração feito na plataforma modular TNGA.

Etios
Após o Yaris, deve descontinuar as versões mais caras, como a Platinum.

C-HR
As vendas do SUV começam com as versões importadas, no início de 2018. Mas, como ele é derivado da plataforma TNGA (do novo Corolla), será produzido aqui em 2020.

Prius
Se confirmados os incentivos fiscais pedidos pela indústria para carros híbridos e elétricos, o Prius (que também usa a plataforma TNGA) poderá ser fabricado no Brasil na mesma época do C-HR.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. visualmente até que é mesmo um mini corolla, acredito que ele vai conseguir muito bem roubar vendas de varios carros da mesma categoria.