Segredo: novo Citroën Aircross terá visual exclusivo no Brasil

Segunda geração do crossover será fabricada em Porto Real (RJ) com desenho diferente da versão europeia

Imagens antecipadas pelo INPI revelam diferença das versões de entrada e topo de linha do novo Aircross

Imagens antecipadas pelo INPI revelam diferença das versões de entrada e topo de linha do novo Aircross (Reprodução/INPI/Internet)

Imagens divulgadas nesta terça (30) pelo INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) revelam que o PSA Group produzirá uma versão exclusiva do novo C3 Aircross no Brasil.

A segunda geração do menor crossover da marca estreou na Europa no ano passado com a mesma plataforma modular e visual ousado do C3. Nas imagens é possível notar que a principal característica de design do modelo, os faróis duplos, irão continuar, mas com pequenas alterações.

Versão europeia é mais refinada e conta com recursos de segurança avançados

Versão europeia é mais refinada e conta com recursos de segurança avançados (Reprodução/INPI/Internet)

Nas fotos publicadas pelo órgão, a peça principal, situada no meio do para-choque frontal, aparenta reunir o facho baixo e as luzes de condução diurna em um só conjunto.

Versões mais baratas do novo Aircross não terão faróis superiores em LEDs

Versões mais baratas do novo Aircross não terão faróis superiores em LEDs (Reprodução/INPI/Internet)

O farol superior, mais fino, foi simplificado e perdeu as luzes em LEDs nas versões mais baratas. Em seu lugar, foram colocadas duas lâmpadas halógenas, menos eficientes, mas mais baratas.

Interior com materiais emborrachados e central multimídia com tela de 7 polegadas devem ser simplificados na versão brasileira

Interior com materiais emborrachados e central multimídia com tela de 7 polegadas devem ser simplificados na versão brasileira (Reprodução/INPI/Internet)

O interior não teve imagens reveladas, mas também deve passar por mudanças para reduzir o custo de produção do modelo, assim como foi feito com a geração atual do Aircross e C3.

As mudanças, somadas ao registro de inúmeros outros componentes do modelo, indicam que a produção nacional do novo Aircross pode ser dada como certa.

Isso porque quando fabricantes registram veículos apenas para proteger sua propriedade, o fazem com somente uma ou duas imagens do modelo.

No Brasil o novo Aircross continuará na faixa de R$ 60 mil até R$ 80 mil, ficando logo abaixo do Cactus reestilizado – que também será produzido no país.

A marca deve continuar a oferecer o motor 1.6 16V flex de até 122 cv disponível no modelo atual, com opção de câmbio automático de seis marchas, além do inédito PureTech 1.2 de três cilindros turbo com 130 cv.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Antonio Macedo

    Simplificam tanto que vira um lixo. Depois reclamam das baixas vendas.