Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Risco de incêndio: Kia pede donos que estacionem carros em locais abertos

Risco de incêndios sem ninguém por perto fez Kia sugerir que, enquanto o recall não ocorra, Sportage e Stinger passem longe de garagens e outros carros

Por Eduardo Passos Atualizado em 17 Maio 2021, 16h11 - Publicado em 17 Maio 2021, 15h47
Kia Sportage GT Line QL Frente vermelho
Todos os Sportage vendidos na Austrália entre abril de 2015 e outubro de 2020 estão sujeitos a incêndios Divulgação/Kia

Dias após a Hyundai convocar recall de 277.045 carros por risco de fogo, a Kia solicitou a 57.000 de seus proprietários que, enquanto não realizarem o reparo de veículos problemáticos, evitem estacioná-los em garagens ou locais apertados.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90.

O aviso da Kia vale para o mercado australiano e diz respeito aos Kia Sportage de quarta geração, fabricados entre 2016 e 2021, e aos Stinger produzidos entre 2017 e 2019. Esse é o segundo chamamento do tipo, após convocação de 380.000 Sportage e Cadenza no mês retrasado.

Conforme detectado, os lotes específicos vêm com problemas na unidade de controle eletro-hidráulica, responsável pelo gerenciamento de sistemas de controle de tração, estabilidade e ABS. 

A falha crítica impede que a unidade de controle seja desligada após o corte do motor. Caso umidade do ar entre em contato com a HECU ligada, há riscos de curtos-circuitos, capazes de gerar incêndios no compartimento do motor mesmo “com a chave fora da ignição e o veículo estacionado”.

Continua após a publicidade
Kia Stinger GT policia australiana frente
Até viaturas da polícia australiana precisarão de passar pelo recall Divulgação/Kia

Além do risco natural de qualquer incêndio, a chance do fogo ocorrer sem ninguém por perto levou à Kia sugerir que todos os Sportage e Stinger em questão sejam estacionados ao ar livre, longe de outros carros e propriedades a fim de reduzir o risco de “ferimento e morte de ocupantes e pedestres e danos à propriedade”.

A medida vale até que o recall seja feito, com as concessionárias australianas já à disposição para o conserto gratuito. “Todos os veículos afetados serão equipados com novos fusíveis, instalados no relé do compartimento do motor. Alguns modelos afetados ainda terão o software do HECU atualizado”, disse a montadora.

Problema crescente

Kia Sportage Motor
Sportage é um dos que terão novos relés e fusíveis instalados no compartimento do motor Divulgação/Kia

O novo recall da Kia só amplifica problemas relacionados a fogo: em março de 2021, 380.000 unidades do Sportage e Cadenza foram convocados pelo mesmo problema da HECU, à época sob investigação. A solução do primeiro recall foi substituir os fusíveis do SUV por modelo de 30 ampère, ao invés dos de 40 A previamente instalados. No sedã Cadenza, a solução foi instalar fusíveis de 25 ampère e também recomendar estacioná-lo em locais abertos e amplos.

De acordo com a fabricante, sinais de incêndio envolvem fumaça, odor de queimado e alertas inconsistentes no painel dos veículos.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas Abril

Continua após a publicidade
Publicidade