Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Renault Kwid 2023: versões, detalhes, preços e tudo sobre o novo compacto

Investindo em novo design e mais tecnologia, Renault Kwid 2023 chega com menos versões e melhor equipado

Por Eduardo Passos
Atualizado em 6 fev 2023, 15h16 - Publicado em 20 jan 2022, 10h28

O novo Renault Kwid 2023 acaba de chegar, com visual diferente e mais moderno. O subcompacto fabricado no Paraná tem mudanças estéticas e na mecânica, também empenhado em medidas de economia de combustível para justificar seu preço, que vai de R$ 59.890 (mesmo preço da linha 2022) a R$ 67.690. Ou seja: é o novo carro mais barato do Brasil, desbancando o Fiat Mobi Like de R$ 61.990.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Sem a versão pelada Life, o Kwid mantém as versões Zen, Intense e Outsider em seu catálogo, adicionando opcionais que incluem teto em cor diferente da carroceria. Itens como o novo quadro de instrumentos eletrônico são itens de série.

Primeiras impressões do Renault Kwid 2023

Novo exterior

A diferença mais notável do novo Renault Kwid 2023 está na dianteira, que foi totalmente remodelada. Ela segue a moda lançada por modelos como a Fiat Toro, com as luzes de rodagem diurna (DRLs) separadas dos faróis, que ficam abaixo.

Novo para-choques melhorou ângulo de saída
Novo para-choques melhorou ângulo de saída (Rodolfo Buhrer/La Imagem/Renault)

As DRLs são em leds, mas os faróis continuam com lâmpadas convencionais. O mesmo vale para as lanternas, que traz luz de posição em led, mas não mudaram o tipo de lâmpadas utilizadas nos outros elementos. Não é diferente do que há no Sandero, por exemplo.

Continua após a publicidade
Assinatura em leds nas lanternas surge na versão intermediária
Assinatura em leds nas lanternas surge na versão intermediária (Rodolfo Buhrer/La Imagem/Renault)

O que mudou nas duas extremidades, porém, são os para-choques, que foram renovados para dar “cara de SUV” ao subcompacto e que, gosto à parte, ampliaram os ângulos de ataque (24,1º) e saída (41,7º) do Kwid.

Interior mais tecnológico

Maçanetas e saídas de ar têm novo acabamento, nova central multimídia mede 8''
Maçanetas e saídas de ar têm novo acabamento, nova central multimídia mede 8” (Rodolfo Buhrer/La Imagem/Renault)

Outro ponto bem destacado pela Renault é o quadro de instrumentos, que já é de série a partir do Kwid Zen. Ele tem um estilo diferente, que utiliza uma tela de computador de bordo como velocímetro e blocos de leds para marcar as rotações do motor e o nível de combustível. Não há ponteiros, mas também não chega a ser o tipo de quadro de instrumentos digital ao qual estamos acostumados.

Novo quadro de instrumentos é item de série
Novo quadro de instrumentos é item de série (Rodolfo Buhrer/La Imagem/Renault)

Também há novidades na central multimídia, presente a partir da versão intermediária Intense. Ela utiliza uma nova tela capacitiva de 8”, com toque mais parecido com o de smartphones e suporte a Android Auto e Apple Carplay.

Mesmo motor 1.0, mais economia

O Kwid não teve alterações mecânicas significativas. Plataforma, suspensão e carroceria são praticamente idênticos ao modelo que agora se aposenta.

Renault Kwid Intense tem novo tecido nos bancos
Renault Kwid Intense tem novo tecido nos bancos (Rodolfo Buhrer/La Imagem/Renault)

O motor 1.0 SCe com comando de válvulas fixo, entretanto, foi recalibrado e ganhou novos sensores. Com atualizações internas e auxílio do start-stop, o três-cilindros conseguiu ficar 1 cv mais potente (71 cv no total) e mais forte, ainda que o torque só tenha aumentado com álcool, de 9,8 para 10 kgfm. Com gasolina, mantém 9,4 kgfm. Ao mesmo tempo, chega a fazer 15,3 km/l com gasolina na cidade, segundo o Inmetro.

Continua após a publicidade
Espaço interno não mudou
Espaço interno não mudou (Rodolfo Buhrer/La Imagem/Renault)

A única opção de câmbio é o manual de cinco marchas, mas a embreagem do carrinho passa a ser levemente poupada graças ao assistente de partida em rampa (HSA), que pressiona os freios por alguns instantes durante arrancadas em morros. Ainda tem indicadores de pneus murchos no painel como novidade.

Renault Kwid Intense biton se destaca pelo teto em segunda cor
Renault Kwid Intense biton se destaca pelo teto em segunda cor (Rodolfo Buhrer/La Imagem/Renault)

O novo Renault Kwid também está mais seguro, e desde a versão básica segue com quatro airbags e ainda ganha o controle de estabilidade (ESP). Fabricado em São José dos Pinhais (PR), o clássico rival do Fiat Mobi já está à venda, e pode até roubar espaço de hatches em versões básicas.

Preços, versões e equipamentos do novo Renault Kwid 2023

Renault Kwid Intense 2023, com teto na mesma cor da carroceria
Renault Kwid Intense 2023, com teto na mesma cor da carroceria (Rodolfo Buhrer/La Imagem/Renault)

Renault Kwid Zen 2023 (R$ 59.890): inclui ar-condicionado, quadro de instrumentos em led, vidros dianteiros elétricos, rádio com dois alto-falantes, start-stop, DRLs em led, controle de estabilidade e HSA.

Renault Kwid Intense 2023 (R$ 64.190): acrescenta itens como central multimídia de 8”, câmera de ré, calotas que imitam rodas de liga leve, lanternas com assinatura em led e opção de teto em cor diferente da carroceria.

Renault Kwid Outsider 2023 (R$ 67.690): acrescenta rodas de liga leve de 14”, rack de teto, skid plates, molduras de proteção lateral, novo estofamento dos bancos e adesivos com estética aventureira.

Continua após a publicidade

Opcionais do novo Renault Kwid 2023:

Rodas de liga leve, câmera de ré, sensor de estacionamento, aerofólio, frisos nas portas, moldura da lanterna traseira, bolsa organizadora e cadeira para carregar animais, entre outros.

Consumo do novo Renault Kwid 2023:

Cidade: 10,8 km/l (etanol), 15,3 km/l (gasolina)

Estrada: 11 km/l (E), 15,7 km

Carroceria é a mesma do velho Kwid
Carroceria é a mesma do velho Kwid (Rodolfo Buhrer/ La Imagem/Renault)

Ficha técnica do novo Renault Kwid 2023:

  • Motor: flex, dianteiro, transversal, 3 cil., 12V, 999 cm³, 68/71 cv a 5.500 rpm, 10,0/9,4 kgfm a 4.250 rpm
  • Câmbio: manual, cinco marchas, tração dianteira
  • Direção: elétrica, 10 m (diâmetro de giro)
  • Suspensão: McPherson (dianteira), eixo rígido (traseira)
  • Freios: disco ventilado (dianteira), tambor (traseira), ABS
  • Pneus: 165/70 R14, rodas de liga leve na versão Outsider
  • Peso: 820 kg
  • Dimensões: comprimento, 368,0 cm; largura, 157,9 cm; altura, 147,9 cm; entre-eixos, 242,3 cm; porta-malas, 290 l, tanque, 38 l

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas! (Arte/Quatro Rodas)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.