Clique e assine com até 75% de desconto

Reabertura de concessionárias faz vendas de carros crescerem 33% em julho

Número, no entanto, ainda é baixo quando comparado ao mesmo período de 2019. Acumulado anual também demonstra retração do mercado

Por Daniel Telles Atualizado em 15 set 2020, 18h01 - Publicado em 4 ago 2020, 17h53
Produção da VW em todo o país ficou paralisada pela Covid-19 Divulgação/Volkswagen

A reabertura quase total das concessionárias brasileiras no mês de julho fez o número de vendas de carros e automóveis disparar no país.

De acordo com a Fenabrave, foram 163.083 unidades emplacadas em julho, contra 122.765 no mês anterior, perfazendo uma alta de 32,84%, considerando apenas o segmento dos carros e comerciais leves.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Apesar de parecerem animadores, os números ainda estão distantes do que foi alcançado, por exemplo, em 2019, quando no mesmo período foram registrados 232.203 emplacamentos –  29,77% a mais que este ano.

Ainda, se considerado o acumulado de janeiro a julho de 2020, as 926.337 unidades emplacadas representam uma queda de 37,35% sobre o mesmo período de 2019, quando foram emplacadas 1.273.250 unidades.

Continua após a publicidade
Concessionárias tiveram que se adaptar para voltar a funcionar Divulgação/Ford

Entretanto, para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr, os números de julho podem indicar uma adaptação ao “novo normal”.

“Podemos observar que o mercado vem, gradativamente, se ajustando ao ‘novo normal’ e o índice de confiança começa a melhorar, principalmente, quando vemos uma retração menor do que a esperada nos números de desemprego e melhores níveis de aprovação cadastral para financiamento de veículos” destacou em comunicado à imprensa.

Ainda segundo Assumpção Jr, o próprio cenário de isolamento social pode contribuir para o aumento das vendas de automóveis.

“O isolamento social, provocado pela pandemia, tem feito os consumidores voltarem a procurar por carros próprios, evitando, assim, aglomerações nos transportes coletivos” completou.

A Fenabrave projeta que 1.415.276 novos carros sejam emplacados no Brasil até o final do ano, o que representaria uma piora de 37,4% em relação a 2019.

  • Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade