Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Ram 1500 custa R$ 419.990, mas perde nota de segurança por faróis ruins

Instituto que avalia segurança dos carros vendidos nos EUA rebaixou classificação de proteção da picape após os testes

Por Gabriel Aguiar Atualizado em 18 dez 2020, 17h37 - Publicado em 17 dez 2020, 14h29
Ram 1500 2021
Picape chegará às lojas apenas com motor a gasolina Fernando Pires/Quatro Rodas

Tudo bem que a Ram 1500 já está à venda no mercado brasileiro e, por aqui, pode custar até R$ 419.990 – com o título de picape mais cara do país. Mas isso não significa que ela se livrou de problemas mundanos: os faróis foram considerados ruins.

De acordo com o IIHS (Insurance Institute for Highway Safety’s), instituição que afere a segurança dos veículos vendidos nos EUA, somente as versões mais caras têm faróis que iluminam suficientemente. Nossa Rebel, porém, teve nota “marginal”.

Esse resultado foi suficiente para rebaixar a picape na classificação: antes, tinha recebido título de Top Safety Pick+, que indica os veículos mais seguros do país norte-americano. Para este ano, o modelo ficou um nível abaixo, como Top Safety Pick.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

Mas a organização também indica que a Ram 1500 se saiu bem em boa parte dos outros testes, como frenagem de emergência, capaz de evitar colisões entre 19 km/h e 40 km/h; e nos diferentes tipos de colisões, inclusive na prova de quina frontal.

Ram 1500 2021
Faróis da versão Rebel, vendida no Brasil, foram considerados ruins Fernando Pires/Quatro Rodas

E a picape também foi eficiente em boa parte das simulações com detecção de pedestres, conseguindo frear totalmente ou reduzindo a velocidade para evitar danos severos. Mas falhou ao reconhecer o boneco “andando” no mesmo sentido da via.

  • Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Capa 739

    Continua após a publicidade
    Publicidade