Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Porsche pretende ingressar em 15 novos mercados até 2020

Principais países seriam do Norte da África

Por redação Atualizado em 9 nov 2016, 12h47 - Publicado em 16 out 2013, 11h14
mercado

A demanda por carros de luxo na Ásia ainda é forte e o crescimento deverá continuar durante algum tempo, porém, as montadoras sabem que precisam encontrar novos mercados para garantir esse crescimento. Com isso em mente, a Porsche revelou que planeja ingressar em 15 novos mercados até o ano de 2020, sendo a maioria dos países na África.

“Estamos cobrindo novos mercados onde ainda não estivemos. Estamos com o objetivo de entrar em mais 15 países até o final da década”, disse Bernhard Maier, chefe global de vendas da Porsche, na inauguração da maior concessionária da marca no mundo, em Xangai.

Maier acrescentou que a Porsche está olhando para o Norte de África, mas não disse quais mercados estão sendo considerados. O fabricante de automóveis esportivos, propriedade da Volkswagen, quer vender mais de 200 mil veículos por ano em 2015 ou 2016 e a expansão para novos mercados iria ajudar a cumprir essa meta.

A Porsche é a terceira maior fonte de lucros do Grupo VW, depois da Audi e da marca Volkswagen. Além da expansão para novos mercados, a fabricante alemã está à procura de crescimento através de novos modelos, como o SUV compacto Macan. O crossover deverá se tornar o veículo mais vendido da marca, uma vez que será mais barato do que o Cayenne, atualmente o número 1 de vendas da Porsche.

Segundo Maier, o Macan seria usado em mercados relativamente novos, como China, Rússia e países do Sudoeste Asiático, para “explorar melhor” todos os mercados. Hoje a China já representa o segundo maior mercado da Porsche, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

Continua após a publicidade
Publicidade