Clique e assine por apenas 5,90/mês

À venda: um Porsche de corrida e uma Kombi de apoio envenenada

Porsche de corrida ficou guardado por 30 anos; Kombi recebeu um novo motor

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 18 Maio 2017, 14h42 - Publicado em 18 Maio 2017, 14h34
Dupla vestida com as cores da Martini Racing será leiloada na Bélgica divulgação/Bonhams

Ter um carro de corrida fica mais legal quando você possui um veículo de apoio pintado nas mesmas cores. E se ambos forem clássicos repletos de peculiaridades, melhor ainda.

A casa de leilões Bonhams está anunciando uma parceria cheia de charme: um Porsche 934/5 Kremer 1976 e uma Volkswagen Kombi (conhecida lá fora como T2 Transporter) de 1977, ambos exibindo as cores da Martini Racing.

Carros serão leiloados separadamente divulgação/Bonhams

Embora fiquem tão bonitos juntos, a Bonhams venderá os carros separadamente em um leilão realizado em Spa-Francorchamps (Bélgica). O Porsche tem lance inicial estipulado em 320 mil euros, enquanto a Kombi sai a partir de consideráveis 45 mil euros. Isso tem explicação.

Porsche permaneceu abandonado em um galpão por três décadas divulgação/Bonhams

O Porsche 934/5 foi uma versão do 911 Turbo preparado conforme as especificações da FIA para o Grupo 4 (934) e Grupo 5 (935) de competição, com carroceria alargada, dianteira ampliada para abrigar entradas de ar maiores e um enorme aerofólio na traseira.

Traseira no estilo “duck tail” e ponteira de escapamento central divulgação/Bonhams

Com painéis de fibra de vidro e pesando apenas 1.090 kg, era equipado com um motor 3.0 de seis cilindros opostos, com turbo e potência acima dos 450 cv a 7.000 rpm – algumas unidades ultrapassavam os 550 cv.

Motor 3.0 turbo pode gerar entre 450 e 550 cv divulgação/Bonhams

O exemplar em questão participou de três corridas em 1977. Desde então, o carro permaneceu parado por aproximadamente 30 anos antes de ser “resgatado” de um galpão para disputar provas de carros antigos.

Interior tem estruturas e equipamentos de competição
Interior tem estruturas e equipamentos de competição divulgação/Bonhams

Já a Kombi sofreu algumas modificações, ganhando um cambão para reboque, teto solar e (mais importante) um motor 2.1 com quatro cilindros opostos, carburação dupla e 111 cavalos vindo de um Porsche 914 – o 1.6 original refrigerado a ar tinha 67 cavalos.

Perua de 1977 tem visual idêntico à da Kombi brasileira divulgação/Bonhams
Lá fora, a Kombi é conhecida como T2 Transporter divulgação/Bonhams
Motor 2.1 originalmente veio de um Porsche 914 divulgação/Bonhams

Os dois veículos foram personalizados com a clássica combinação de cores da Martini Racing, embora nenhum deles nunca tenha efetivamente integrado a equipe criada pela empresa de bebidas em 1969.

Continua após a publicidade
Publicidade