Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Por R$ 187.490, Fiat Scudo é alternativa à Ducato e tem versão elétrica

Modelo é idêntico ao Citroën Jumpy e Peugeot Expert, mas chega sem versão para passageiros

Por João Vitor Ferreira 23 jun 2022, 23h04

A Fiat está expandindo sua oferta de veículos utilitários. Agora, além do recém-atualizado Fiat Fiorino e da Fiat Ducato, há também o Fiat Scudo, que chega justamente para preencher a lacuna entre os utilitários e inovar, já que também estreia em versão elétrica.

O Scudo, porém, é figurinha repetida. É totalmente baseado nos já conhecidos Citroën Jumpy e Peugeot Expert, compartilhando motor, arquitetura e dimensões. Porém, ao contrário dos irmãos, o furgão da Fiat não terá uma versão de passageiros, dispondo apenas de versões de carga com e sem vidro na traseira.

Fiat Scudo frontal
Divulgação/Fiat

A versão Cargo, como o nome sugere, tem o compartimento de carga todo fechado e é ideal para trabalhos de entrega de cargas em transportadoras. Enquanto a Multi, tem as laterais envidraçadas e é a mais recomendada para serviços que exijam conversão, como transporte de pessoas ou comércio móvel.

Compartilhe essa matéria via:

A Fiat oferecerá, a partir de outubro, uma série de conversões pagas, mas sem preço divulgado, para a versão Multi. Ela será feita por parceiros e contará com diversas possibilidades de transformação, de acordo com a montadora. Entre elas, destaca-se a Family Car, que configura o furgão para um veículo de passageiros de 7+1 lugares e 850 l de porta-malas. Também haverá uma configuração de 10+1 lugares, que perde o espaço para bagagens. 

Fiat Scudo duas versões
As versões a combustão serão disponíveis nas cores branca e cinza Divulgação/Fiat

As duas versões só se diferem no peso, com a Cargo pesando 1.725kg e a Multi 1.714 kg. De resto, elas compartilham a mesma capacidade de carga de 1.500 kg, comprimento de 5,30 m, largura de 1,92 m, altura de 1,93 m e distância entre-eixos de 3,27 m. Ao todo, a Scudo pode levar até três pessoas, contando com o motorista e poderá ser dirigido por qualquer um com carta do tipo B.

Fiat Scudo traseira
O Fiat Scudo tem rodas de 19” Divulgação/Fiat

Suas dimensões mais compactas em relação a Ducato, reforçando o caráter urbano que a Fiat quis trazer com o veículo. Sua altura, possibilita que o utilitário passe por garagens de prédios, shoppings e outros estabelecimentos comerciais, que geralmente são de 2,1 m. Enquanto largura e comprimento, permitem que o Fiat Scudo caiba na maioria das vagas de estacionamento que encontramos no dia-a-dia.

Fiat Scudo saindo de garagem
Seu tamanho permite que ele passe por praticamente todas as garagens urbanas e caiba em qualquer vaga Divulgação/Fiat

No compartimento traseiro, a montadora destaca o pouco espaço ocupado pela caixa de rodas, que possibilita carregar mais carga. Ao todo, o Scudo tem os mesmos 6,1 m³ de volume dos furgões em que se baseia, com e 2.86 m de comprimento, 1.63 m de largura e 1,39 m de altura.

A abertura das portas traseiras são de 180 graus e da lateral deslizante é de 93 cm. Isso possibilita que o utilitário seja carregado com empilhadeiras por qualquer um dos lados.

O motor das versões térmicas é o turbodiesel 1.5 Blue HDI de 120 cv de 30,5 kgfm a 1.750 rpm, que garante uma velocidade máxima de até 160 km/h. Independente da versão, ele traz transmissão manual de seis marchas. Ele é usado pelas irmãs francesas desde janeiro.

Fiat Scudo traseira porta aberta
Com janelas de vidro, a versão Multi terá várias conversões disponibilizadas pela Fiat Divulgação/Fiat

Já o consumo, de acordo com a Fiat, é de 12,4 km/l na cidade e 11,9 km/l nas rodovias, idêntico ao dos irmãos franceses. O modelo tem também sistema de start-stop, que auxilia na economia de combustível e a catalização dos gases é feita por Arla 32.

Fiat Scudo empilhadeira
A abertura das portas permite que ele seja carregado com uma empilhadeira de qualquer lado Divulgação/Fiat

A Fiat destaca que o Scudo traz o mesmo conforto de um veículo de passeio. Para isso, as versões Cargo e Multi são equipadas com banco do motorista e volante com regulagem de altura, ar-condicionado, faróis halógenos com regulagem de altura, DLR, retrovisores externos e vidros elétricos, apoios de braço e lombar para o motorista, assistente de rampa, piloto automático com controle de cruzeiro, iluminação e tomada 12 volts e rádio AM/FM com USB e Bluetooth e 2 alto-falantes.

Continua após a publicidade

Scudo interior a combustao
Painel das versões Cargo e Multi, que não têm o novo logo da Fiat no volante Divulgação/Fiat

As duas versões também dividem os mesmos itens de segurança, tendo controle de estabilidade, assistente de frenagem de emergência e indicador de fadiga, que emite um alerta no painel eletrônico de 3,5’’, caso o motorista passe de duas horas ininterruptas dirigindo acima dos 65 km/h.

Fiat Scudo bancosdianteiros
Apenas o banco do motorista tem regulagem e apoio de braço Divulgação/Fiat

A cabine tenta trazer praticidade para os comerciantes que trabalharão com o carro, seja com entregas ou comércio. O modelo traz diversos porta-objetos espalhados pelo painel, portas e embaixo dos bancos, totalizando quase 42 litros de capacidade.

Fiat Scudo porta objetos
Furgão oferece grande variedade de porta-objetos para aumentar a praticidade do dia-a-dia de trabalho Divulgação/Fiat

Versão Elétrica

Há ainda o Fiat E-Scudo – parece, mas não é um trocadilho – o primeiro utilitário da Fiat totalmente elétrico. As dimensões são idênticas às dos modelos a combustão, porém, devido ao conjunto elétrico e, principalmente, a bateria, sua capacidade de carga cai para 1.002 kg e o peso sobe para 2.053 kg.

Fiat Scudo dianteira EV
Versão elétrica da Fiat Scuto Divulgação/Fiat

O elétrico é mais potente, com exatamente o mesmo motor elétrico do Peugeot 208 e-GT, com 136 cv e 26,5 kgfm. Ele é alimentado por uma bateria de íons de lítio de 75 kWh que permite uma autonomia de 330 km em regime urbano e 237 km no rodoviário, o suficiente para um dia de trabalho. A transmissão é automática e essa versão tem três modos de direção: Normal, Eco e Power, que entrega potência e torque do motor mais rápido.

Scudo EV traseira
Divulgação/Fiat

Mas se precisar carregar no meio do expediente, dá até pra usar o horário de almoço dependendo do carregador. Em estações ultrarrapidas de 100 kw, a Fiat declara um tempo de recarga até 80% de 48 minutos. Porém, em estações de 11 kw, o motorista terá que esperar cerca de 7 horas e até 11 horas nas de 7,4 kw.

Fiat Scudo interior EV
Interior da versão elétrica é praticamente idêntico ao das outras, exceto pelo painel de comandos colorido e pela central multimídia Divulgação/Fiat

O Fiat Scudo elétrico traz o mesmo conjunto de equipamentos das versões a diesel, com a adção de central multimídia com tela de 7’’ com Apple CarPlay e Android Auto, freio regenerativo, câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, freio de estacionamento elétrico, limpadores do vidro automáticos, sensor de chuva e painel de instrumentos digital e monitoramento de pressão dos pneus.

Acontece que, enquanto a versão elétrica é fabricada na França, as turbodiesel são montadas no Uruguai pela Nordex, empresa especialista em montar carros que recebe em kits de peças.

Fiat Scudo painel EV
Divulgação/Fiat

Concorrência

A verdade é que o novo Scudo da Fiat é idêntico aos modelos já vendidos pela Citroën e Peugeot. Até mesmo seu preço é igual: R$ 187.490 para a versão Cargo; R$ 192.490 para a Multi (equivalente à Vitré dos franceses) e R$ 329.990 para o elétrico.

Ao ser questionado sobre a concorrência interna entre as marcas da Stellantis, Herlander Zola, vice-presidente da Fiat, disse que a marca italiana leva vantagem por ter uma “liderança no segmento” e a “confiabilidade do consumidor de utilitários”.

Fiat Scudo compartimento de carga
A Fiat destaca destaca que pouco espaço no compartimento de carga é ocupado pela caixa de rodas Divulgação/Fiat

Já para os rivais de outras marcas, a Fiat destaca os baixos preços de manutenção e revisão. A empresa está oferecendo um plano onde as três primeiras revisões saem por R$ 2.700, que podem ser pagos de uma vez ou adicionando R$ 99 nas parcelas do financiamento. 

Há ainda outros dois pacotes. O primeiro adiciona itens de desgaste (R$ 4.850 a vista ou R$ 183 nas parcelas) e o segundo oferece tudo dos outros dois mais um ano de garantia estendida (R$ 5.840 a vista ou R$ 220 nas parcelas), totalizando quatro anos de cobertura. O furgão já está em pré-venda pelo site da marca. As vendas físicas nas concessionárias começam a partir de primeiro de Agosto.

Fiat Scudo lateral

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)