Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Elétricos, Peugeot 208 e-GT e Fiat 500e serão lançados no segundo semestre

Para reforçar a infraestrutura, o grupo anunciou ainda que instalará 200 novos pontos de recarga no país

Por Guilherme Fontana Atualizado em 14 Maio 2021, 17h38 - Publicado em 14 Maio 2021, 17h35
Compacto, tem expressão mais séria que o anterior
Fiat 500e Divulgação/Fiat

A Stellantis anunciou para o segundo semestre a chegada dos aguardados Peugeot 208 e-GT e Fiat 500e no Brasil, que representarão o primeiro passo para a eletrificação da empresa no país. Por isso, o grupo revelou também uma iniciativa para a instalação de 200 novos pontos de recarga espalhados pelo território nacional.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

O 208 movido a energia elétrica até já foi mostrado aos brasileiros do jeito que ele virá ao país (e testado pela QUATRO RODAS), importado da cidade de Trnava, na Eslováqua, com direito a uma ação de pré-reserva que prometia as primeiras unidades para o início deste ano.

Grade tem elementos na cor da carroceria
Grade tem elementos na cor da carroceria Fernando Pires/Quatro Rodas

Porém, novas ondas da Covid-19 chegaram, o dólar disparou e a então PSA se fundiu com a FCA, se tornando Stellantis. Assim, o modelo ganhou tempo até que pudesse ser anunciado em uma situação mais oportuna.

Posicionado como uma versão esportiva, o 208 e-GT será equipado com um motor elétrico de 136 cv de potência e 26,5 kgfm de torque, o suficiente para ir de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos, segundo os nossos testes.

Além disso, o modelo chegará expondo tudo o que as versões 1.6, feitas na Argentina, perderam, como acabamento mais caprichado e alto nível de tecnologia, com direito a piloto automático adaptativo.

Continua após a publicidade
  • Já a nova geração do 500, que agora é totalmente elétrica, foi anunciada em 2020 e é frequentemente flagrada em testes pelas ruas de Minas Gerais. Também avaliado pela QUATRO RODAS, o 500e chegará ao Brasil na configuração Icon, com motor de 114 cv.

    fiat 500e
    Cada recarga varia de 15 h (3 kW) a 35 min (85 kW) Divulgação/Fiat

    Assim como a sua antiga geração, vendida no Brasil entre 2009 e 2017, o 500e terá um nicho próprio dentro dos elétricos pelo visual retrô, as dimensões reduzidas e a alta tecnologia. Assim como o 208 e-GT, seu preço poderá ficar perto dos R$ 250 mil.

    De acordo com o comunicado da Stellantis, porém, o grupo terá ainda outros modelos elétricos entre as suas marcas, sem citar nomes. O maior candidato é o Jeep Compass híbrido, que deverá chegar ao Brasil ainda em 2021 para não deixar o Toyota Corolla Cross Hybrid sozinho.

    jeep compass hibrido
    Nelson dos Santos/Quatro Rodas

    Reforço na infraestrutura

    Para mostrar aos seus clientes que também se preocupa com a infraestrutura para carros elétricos, ainda precária no Brasil, a Stellantis se uniu ao projeto Ecovagas, realizado entre a Estapar e a Enel X, para a instalação de 200 novos pontos de recarga no país com plug padrão americano Type 2 – a parceria não descarta que o número cresça ainda em 2021.

    Peugeot 208 e-GT recarga
    Divulgação/Peugeot

    Todos os pontos estarão disponíveis em estacionamentos da Estapar, como em shoppings, aeroportos, hospitais, arenas, prédios comerciais e instituições de ensino, e poderão ser utilizados gratuitamente pelos proprietários de modelos da Stellantis.

    A primeira fase do projeto focará em 23 cidades, de 10 estados, entre elas: São Paulo (SP), Guarulhos (SP), Barueri (SP), Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Aracaju (SE), Recife (PE), Salvador (BA), Brasília (DF), Campinas (SP) e Fortaleza (CE)

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Capa Quatro Rodas 744 Abril 2021

    Continua após a publicidade
    Publicidade