Peugeot Landtrek: picape terá motor diesel mais fraco que Hilux, S10 e cia

Modelo desenvolvido em parceria com a chinesa Changan chegará ao Brasil até 2022 com duas opções de motorização

Peugeot Landtrek chega ao Brasil até 2022

Peugeot Landtrek chega ao Brasil até 2022 (DIvulgação/Peugeot)

Anunciada oficialmente no dia 20 de fevereiro, a Peugeot Landtrek, picape que chega para competir com Toyota Hilux, Ford Ranger, Chevrolet S10 e VW Amarok, deve desembarcar no Brasil somente em meados de 2021 ou início de 2022.

Entretanto, os detalhes do modelo já foram revelados para o mercado argentino, que receberá primeiro a picape. Haverá versões em cabine simples e dupla com duas opções de motor.

Modelo tem carga útil de até 1,2 tonelada

Modelo tem carga útil de até 1,2 tonelada (Divulgação/Peugeot)

O primeiro é um 2.4 turbo, a gasolina, capaz de gerar 210 cv de potência e 32,6 kgfm de torque. Esta opção pode ser acoplada tanto a um câmbio manual Getrag de seis marchas, quanto a uma caixa automática Punch também de seis relações.

A outra opção é um motor a diesel, 1.9 turbo, de 150 cv e 35,7 kgfm. Este propulsor só será combinado a transmissão manual de 6 marchas e, segundo a Peugeot, terá um consumo de 12,8 km/l.

São dados inferiores ao que a concorrência já estabelecida no Brasil oferece: 177 cv e 45,9 kgfm (Toyota Hilux); 200 cv e 51 kgfm (Chevrolet S10); 180 cv e 40,8 kgfm (VW Amarok 2.0); 160 cv e 39,3 kgfm (Ford Ranger 2.2); 190 cv e 45,9 kgfm (Nissan Frontier).

Versões mais completas contarão com sistema de visão externa com câmeras 360º para detecção de obstáculos

Versões mais completas contarão com sistema de visão externa com câmeras 360º para detecção de obstáculos (Divulgação/Peugeot)

Quanto à tração, esta poderá ser tanto 4×2, como 4×4 para as duas motorizações.

A tração 4×4 contará com duas opções de uso: 4X4 H para terrenos convencionais e 4×4 L, com uma redutora de 2,7 para 1, própria para terrenos de baixa aderência e com subidas íngremes.

A Landtrek foi desenvolvida em conjunto com a fabricante chinesa Changan e chega a alguns países da América Latina ainda em 2020. O modelo deverá ser produzido no Uruguai ou Argentina.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s