Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Toyota SW4 2021 fica mais potente e equipado, mas beira os R$ 315.000

Reestilizado, o SUV agora oferece sistema de condução semiautônoma na versão topo de linha, que custa até R$ 314.790

Por Gabriel Aguiar Atualizado em 2 fev 2021, 16h56 - Publicado em 24 nov 2020, 18h42
Dianteira concentra boa parte das mudanças no visual
Dianteira concentra boa parte das mudanças no visual Divulgação/Toyota

A nova Toyota Hilux chegou há menos de uma semana ao Brasil e o fabricante já decidiu revelar também o SW4 reestilizado. E, como na picape, as mudanças foram relativamente discretas – com atualizações no visual e também na motorização.

Confira os preços do novo Toyota SW4

  • 2.7 flex SR AT 5 Lugares – R$ 202.390;
  • 2.7 flex SRV AT 7 Lugares – R$ 221.090;
  • 2.8 turbodiesel SRX AT 5 Lugares – R$ 309.690;
  • 2.8 turbodiesel SRX AT 7 Lugares – R$ 314.790.

Não será fácil reconhecer os faróis (ainda mais) afinados do SUV durante o dia, já que o modelo ganhou iluminação totalmente de led. Atrás, também mudam as lanternas, ainda que o formato dessas peças continuem exatamente iguais a antes.

A Black Friday já começou na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

Em relação à cabine, o destaque fica por conta da nova central multimídia com tela de 8 polegadas, além de conectividade para Android Auto e Apple CarPlay. Também há novos grafismos para o quadro de instrumentos e iluminação ambiente.

Traseira ganhou lanternas com nova distribuição das luzes
Traseira ganhou lanternas com nova distribuição das luzes Divulgação/Toyota
Continua após a publicidade

Essa atualização também garantiu uma lista de equipamentos mais recheada, com direito a bancos dianteiros revestidos de couro perfurados com sistema de ventilação e seletor de modos de condução (Eco, Power e Sport) na opção topo de linha.

Traseira ganhou lanternas com nova distribuição das luzes
Central multimídia de 8 polegadas é de série em todas as versões Divulgação/Toyota

Também há novos recursos de segurança, incluídos no pacote Toyota Sense, como piloto automático adaptativo, sistema de frenagem de emergência e assistente de permanência em faixa – a exemplo do que aconteceu na reestilização da Hilux.

E a picape média também emprestou a motorização 2.8 turbodiesel de 204 cv de potência e 50,9 kgfm de torque (27 cv e 5 kgfm mais), sempre associado ao câmbio automático de seis marchas. Também há a opção 2.7 flex com 163 cv e 25 kgfm.

Quadro de instrumentos ganhou novo grafismo
Quadro de instrumentos ganhou novo grafismo Divulgação/Toyota

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas?

Continua após a publicidade

Publicidade