Novo Chevrolet Blazer virá ao Brasil com sete lugares, diz site

SUV alongado em 13,8 cm pode levar sete ocupantes e viria importado para ficar acima do Equinox

Modelo foi alongado a partir da porta traseira

Modelo foi alongado a partir da porta traseira (Divulgação/Chevrolet)

Quando a GM revelou a nova Chevrolet Blazer, a filial brasileira logo se informou que o utilitário esportivo não viria para o Brasil tão cedo. Não era mentira: o modelo que virá é a versão alongada da Blazer, apelidada de XL.

Segundo o site GM Authority, a Blazer XL será fabricada na China e vendida em mercados onde ela não concorreria com o SUV grande Traverse — que é o caso do Brasil.

O entre-eixos de 2,87 m foi ampliado em meros 4 mm

O entre-eixos de 2,87 m foi ampliado em meros 4 mm (Divulgação/Chevrolet)

A Blazer alongada foi revelada no Salão de Guangzhou, no final do ano passado. O ganho de 13,8 cm no comprimento se concentrou no balanço traseiro, e o entre-eixos de 2,87 se manteve praticamente inalterado.

Traseira é levemente diferente da versão mais curta

Traseira é levemente diferente da versão mais curta (GM Authority/)

Esse recurso amplia o compartilhamento de peças entre os modelos ao mesmo tempo em que amplia o porta-malas e, consequentemente, a área para a terceira fileira de bancos.

Interior traz linhas inspiradas no Camro

Interior traz linhas inspiradas no Camro (Divulgação/Chevrolet)

A Blazer XL deverá ter duas opções de motor: um 2.0 turbo de 240 cv — derivado do conjunto usado no Camaro — e um V6 3.6 aspirado de 305 cv. O câmbio é sempre automático, de nove marchas.

A versão mais curta já começou a ser vendida nos Estados Unidos

A versão mais curta já começou a ser vendida nos Estados Unidos (Divulgação/Chevrolet)

De acordo com o GM Authority, outro país deverá produzir a Blazer XL além da China, para poder atender a diferentes mercados.

Os bancos dianteiros podem ter ajustes elétricos, aquecimento e ventilação

Os bancos dianteiros podem ter ajustes elétricos, aquecimento e ventilação (Divulgação/Chevrolet)

É improvável que a Blazer XL seja fabricada no Brasil, mas o mesmo não se pode dizer do México. Além do país já produzir a Blazer, sua localização permite uma ampla distribuição do modelo para as Américas.

O porta-malas da versão curta pode comportar até 1.818 litros com os bancos traseiros rebatidos

O porta-malas da versão curta pode comportar até 1.818 litros com os bancos traseiros rebatidos (Divulgação/Chevrolet)

Porém, por ser topo de linha, o Blazer XL pode ser viabilizado mesmo que seja importado de um país sem acordo comercial com o Brasil.

Por aqui ele ficará acima do Equinox e concorrerá com os SUVs grandes de sete lugares, como Kia Sorento, Hyundai Santa Fe e o futuro Jeep Compass de três fileiras.

É possível até que o modelo substitua a Trailblazer. Ainda que ambos tenham propostas distintas — o SUV derivado da S10 é construído sobre chassi —, o Chevrolet fabricado em São José dos Campos (SP) vende quatro vezes menos que o Toyota SW4.

Soma-se a isso o fato do sindicato ter confirmado a produção da nova S10 na unidade do Vale do Paraíba, mas não o SUV.

De qualquer forma, é pouco provável que a Blazer XL chegue ao Brasil antes de 2020.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s