Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Nova Ferrari híbrida terá primeiro motor V6 depois da lendária Dino

Superesportivo batizado provisoriamente de "F171" poderá ser equipado com um V6 biturbo de até 700 cv

Por João Vitor Ferreira 9 jun 2021, 10h09
Ferrari F8 frente
Divulgação/Ferrari

As expectativas para a segunda Ferrari híbrida depois da SF90 Stradale são grandes. Batizado provisoriamente de “F171”, o superesportivo terá a combinação de um motor elétrico e um V6 a gasolina, que o fará rivalizar com o McLaren Artura. O esportivo britânico terá a mesma configuração de motores e será lançado ainda este ano.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 

Com isso, o principal chamariz recai para o retorno de um motor V6 em uma Ferrari, que não produz um seis cilindros desde o lendário Dino, vendido entre as décadas de 1960 e 1970. O nome do modelo não foi revelado, mas a fabricante já garantiu que não será desta vez que o batismo Dino retornará.

Rumores apontam que a F171 terá um motor 3.0 biturbo unido a um motor elétrico. Juntos, eles poderão entregar algo em torno dos 700 cv – coincidência ou não, próximo dos 680 cv do grande rival da McLaren. Ainda não há dados oficiais, portanto, nos resta esperar que os boatos não façam jus à expressão brasileira “171”.

Ferrari F8 traseira

Continua após a publicidade

Diferente da SF90, a F171 não terá um motor elétrico na parte dianteira, proporcionando tração nas quatro rodas. Ao invés disso, o motor servirá para outras funções como, preenchimento de torque, aumento de potência em períodos específicos (como um overboost) e como um dispositivo anti-lag, para reduzir o tempo entre a resposta das turbinas. Espera-se que a bateria tenha autonomia para até 30 km em modo totalmente elétrico.

O novo conjunto híbrido não deverá ser exclusivo do novo superesportivo, podendo aparecer também no primeiro SUV da marca. O Purosangue, como foi batizado, está programado para 2022 e possivelmente terá uma plataforma que suporte motores V6, V8 e V12.

ferrari dino de frente
O Dino teve seu primeiro modelo lançado em 1968 e quebrou os padrões da marca italiana ao usar um motor V6, ao invés dos tradicionais V12. Divulgação/Ferrari

Tanto o Purosangue, quanto a F171, fazem parte da iniciativa de eletrificação da Ferrari. O lançamento de um modelo totalmente elétrico da marca está previsto para 2025. Já a F171, provavelmente, terá um lançamento oficial só no final do ano.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas 745 maio 2021
Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade