Clique e assine por apenas 5,90/mês

Meteor: maior Volkswagen do mundo tem 520 cv, 16 marchas e é nacional

Novos caminhões extrapesados Meteor têm versões com 460 e 520 cv e podem levar até 74 toneladas

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 20 set 2020, 17h06 - Publicado em 1 set 2020, 11h41
Divulgação/Volkswagen

A Volkswagen Caminhões e Ônibus está lançando no Brasil a nova família de extrapesados Meteor. Desenvolvidos no Brasil e com componentes nacionais, são os maiores veículos da marca em todo o mundo e ocupam a faixa de preço entre os Volkswagen Constellation e os MAN TGX – que seguem à venda com posicionamento premium.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Neste primeiro momento, há duas versões do Meteor disponíveis. O 28.460 6×2 tem preço inicial de R$ 550.000 e o 29.520 6×4, de R$ 590.000.

Divulgação/Volkswagen

As principais diferenças entre os dois estão na mecânica, ainda que o motor seja sempre o MAN D26, um seis cilindros turbodiesel de 13 litros em versões desenvolvidas e fabricadas no Brasil.

O modelo de entrada tem 460 cv e 234,5 kgfm e o maior, 520 cv e 255 kgfm de torque. O câmbio padrão é um ZF Traxon, automatizado, de 12 marchas. Mas é possível optar por um de 16 marchas.

Motor é um MAN de seis cilindros e 13 litros Divulgação/Volkswagen

Há outras opções, que visam adaptar os cavalos mecânicos às aplicações de cada comprador. Há opções de entre eixos de 3,2 m, 3,4 m e 3,6 m, enquanto pode-se escolher por tanques de combustível com capacidade entre 640 e 960 litros, e entre suspensão traseira metálica ou a ar.

Continua após a publicidade
Divulgação/Volkswagen

Outra diferença importante está na capacidade de carga. O Meteor 28.460 opera com semirreboques de 3 eixos com PBTC de 48,5 a 53 toneladas, enquanto o 29.520 6×4 leva combinações de 7 e 9 eixos, com PBTC de 57 a 74 toneladas.

Divulgação/Volkswagen

Por dentro, o nível de equipamentos é equivalente ao de um automóvel. O quadro de instrumentos tem tela colorida para o computador de bordo, o ar-condicionado é automático e há até central multimídia com tela de sete polegadas (com MirrorLink e Apple Carplay) que pode ser comandada pelo volante multifuncional.

Divulgação/Volkswagen

Outros equipamentos com os quais já estamos acostumados são os assistente de partida em rampa, faróis com luzes diurnas de leds integrados e lanternas de leds.

Divulgação/Volkswagen

Mas os itens de conforto superam um automóvel. É difícil disputar com um extrapesado, que tem cama, geladeira e amplos porta-objetos na cabine, que permite que os ocupantes fiquem de pé… A cabine ainda tem porta USB, tomadas 12V e 24V e relógio digital ao lado da cama. Essa área conta ainda com luz de leitura e porta-objetos.

O motorista ainda tem apoio para o braço e cinto de segurança integrado ao próprio banco, além da suspensão nos bancos dianteiros. Os novos caminhões já estão aptos a operar com o sistema de gerenciamento de frota RIO e saem da fábrica com tag da ConnectCar. Há, ainda, plataformas digitais onde é possível agendar revisões, comprar peças e tirar dúvidas sobre o veículo.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas
Continua após a publicidade
Publicidade